desaparecida_ingrid_2Ingrid Gouveia Ferreira estava em frente a uma emissora, no domingo (14). Ela tinha desaparecido na noite da última terça-feira (9), em Cubatão.

A estudante de 19 anos com deficiência auditiva que estava desaparecida há quase cinco dias foi encontrada neste domingo (14). Os familiares de Ingrid Gouveia Ferreira, moradora de Cubatão (SP), contam que a jovem havia fugido sem a ajuda de ninguém.

Ingrid saiu de casa por volta das 19h da última terça-feira (9) para ir até a escola. Como não voltou até as 22h, a família ficou preocupada. A família passou a procurar pela jovem assim que deu conta de seu desaparecimento.

A mãe da jovem, Girlene Gouvêa Ferreira, recebeu uma ligação de uma delegacia de Santos no último sábado (13). Segundo os policiais, um caminhoneiro entrou em contato com uma delegacia em São Paulo porque deu carona para a menina entre Cubatão e Osasco. De acordo com o relato do caminhoneiro, Ingrid estaria segurando um folheto do Museu de Artes de São Paulo e uma foto de uma apresentadora de TV.

A mãe de Ingrid foi até o Museu, mas acabou por encontrar a filha em outro ponto da cidade. Ela estava junto com outras pessoas e foi reconhecida por causa da mochila, já que havia trocado de roupa. “Ela estava um pouco abatida, mas estava bem, limpa. Estava tudo com ela, tudo certinho. Ela pegou carona, disse que pegou metrô e ônibus. Ela tinha uns papéis na mochila com o endereço dos lugares que queria ir. Quando ela viu a gente, começou a chorar e disse que não ia embora porque queria conhecer uma apresentadora. Conversamos e ela entendeu que precisávamos ir”, conta a mãe.

Com a filha em casa, Girlene irá procurar saber se a menina precisa de algum outro tipo de ajuda. “Ela nunca passou por um neurologista. Hoje ela está bem. Ontem ficou em casa com todo mundo, contava sobre o caso na maior simplicidade. Para ela, estava tudo normal. Ela não tinha noção de perigo”, fala Girlene.

Fonte: G1 Globo – SP

Comentários no Facebook