Apresentadora do AutoEsporte se inspira em prima com deficiência auditiva para realizar projeto do bem.

Em maio do ano passado, enquanto navegava por uma rede social especializada em negócios, Millena Machado viu que sua prima Melissa Sousdaleff, deficiente auditiva, estava com dificuldade de se recolocar no mercado de trabalho por causa da surdez. “Decidi fazer alguma coisa por ela e me dediquei ao tema: visitei instituições que inserem surdos na sociedade e no mercado, marquei consulta com otorrinos, estudei sobre aparelhos auditivos, falei com headhunters especializados”, lembra. “Nessa hora, percebi que uma campanha de conscientização poderia levantar o assunto e clarear algumas ideias”, explicou ela. Daí, surgiu a iniciativa #surdoehquemfala, para estimular o mercado de trabalho a contratar os deficientes auditivos.

Millena Machado e a prima, Melissa Sousdaleff: inspiração

Com o sucesso da campanha, Millena resolveu apoiar uma nova ação ligada ao tema: a arrecadação de fundos para a Surdolimpíada de Verão 2017, em Samsun, na Turquia, de 18 a 30 de julho. “Os surdos e deficientes auditivos são proibidos de competir na Paraolimpíada. Por terem o corpo completamente saudável, há quem alegue que não seria justo eles competirem com cegos e amputados, mesmo que em categorias diferentes”, explica. A ação visa a angariar 3 milhões de reais para que 220 pessoas – surdoatletas, comissão técnica e equipe de apoio – participem da competição em 15 modalidades. “Eu me sinto retribuindo um pouco de tudo que há de bom em mim. Quero mostrar para as pessoas quanta troca, quanto aprendizado existe quando você se relaciona com uma pessoa com deficiência auditiva ou surda”, diz. As doações podem ser feitas até o dia 15 de fevereiro (veja como ajudar no quadro ao lado).

COMO AJUDAR?

Doações

Valores em dinheiro
Faça sua doação à Delegação Brasileira Surdolímpica 2017 – CNPJ 28.636.504/0001-11 – Banco do Brasil, agência 3413-4, conta-corrente 39.261-8
Outros tipos de doação
Mais informações: www.cbds.org.br
Contatos por e-mail: surdolimpiadas@cbds.org.br

Fonte: Revista Quem

Comentários no Facebook