Ferramenta pública traduz texto, áudio e vídeo para a Língua Brasileira de Sinais. Relatório tem avaliação.

O governo federal prometeu ampliar as políticas de acessibilidade para a população surda. A garantia está publicada no anúncio desta terça-feira, 1, sobre o relatório da consulta pública para avaliação do VLibras, ferramenta que traduz conteúdos digitais (texto, áudio e vídeo) para a Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Segundo a Secretaria Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SNDPD) – vinculada ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) – o resultado da consulta vai apoiar possíveis correções e atualizações da solução.

“Mapear a percepção da população usuária sobre a ferramenta e identificar pontos para a melhoria do VLibras são apenas os primeiros passos para a implementação dessa política”, diz a SNDPD.

“As próximas etapas preveem uma estratégia de engajamento de colaboradores, animadores e especialistas, por meio da plataforma de colaboração WikiLibras, que foi atualizada e será relançada no próximo dia 10”, afirma a secretaria nacional.

A consulta pública ficou aberta entre 29 de maio e 30 de junho deste ano e teve participação de 579 pessoas, que avaliaram o desempenho da ferramenta e sugeriram melhorias no dicionário, nas expressões faciais e corporais, além da qualidade da tradução.

Fonte: Estadão – Vencer Limites

Comentários no Facebook