A oficina propõe a investigação criativa e poética entre a língua portuguesa e a língua brasileira de sinais. É aberta a poetas surdos e ouvintes, tradutores intérpretes, estudantes de Libras, estudantes de tradução e interessados em poesia, cultura surda e no encontro entre mundos.

Serão quatro encontros com coordenação pedagógica, conduzidos pela equipe do Slam do Corpo.

O Slam do Corpo é a 1ª batalha de poesias no Brasil com participação de poetas surdos e ouvintes. Duplas de poetas criam poesias nas duas línguas simultaneamente, o que o grupo chama de beijo de línguas. A equipe do Slam é formada por Cauê Gouveia, Cibele Lucena, Érika Mota, Joana Zatz Mussi, Leonardo Castilho e Rafael Moretti.

Programa:
Aula 1 – O que é o Slam do Corpo?
Aula 2 – O que o poeta surdo precisa saber sobre o poeta ouvinte e o que o poeta ouvinte precisa saber sobre o poeta surdo para que aconteça um beijo de línguas?
Aula 3 – A Poesia Surda.
Aula 4 – O corpo na poesia: ativá-lo, pensá-lo, reencontrá-lo

Número de Vagas: 20.

Os interessados em participar devem se inscrever enviando nome e telefone, informando se é surdo ou ouvinte, para o email: [email protected]

Inscrições gratuitas.

Para mais informações acesse nosso site www.ccv-ma.org.br

Fonte: Centro Cultural Vale Maranhão

Comentários no Facebook