Gabriela dos Santos tem um filho de cinco anos com deficiência auditiva e começou com o ensino durante a pandemia.

Uma mãe de Sorocaba (SP) decidiu transformar sua sala de estar em uma sala de aula para ensinar às crianças do bairro a Língua Brasileira de Sinais, Libras.

Gabriela dos Santos é mãe do Beny, de 5 anos, que nasceu com síndrome de Down e com deficiência auditiva. Ela começou com o ensino de libras após a pandemia forçar os dois a ficarem dentro do apartamento.

Segundo ela, Beny observava as crianças que brincavam no condomínio. Gabriela, então, ensinava a comunicação em libras para o filho e a criança que tentava conversar com ele. Desta forma, a criança falava para os colegas sobre o que aprendeu.

“Depois, me veio a ideia de um dia dar uma aula experimental e aí eu falei para elas: ‘vou fazer uma aula no sábado, às 16h’”.

Para garantir a proteção de todos os alunos, a rotina é sempre a mesma: álcool em gel, cumprimento pelo ar, sapatos deixados na porta.

O ensino é gratuito, assim como o uniforme e o material didático, que Gabriela adquire por doações. As aulas começaram há quatro meses e já conta com 25 alunos divididos em turmas. Além de libras, eles também aprendem sobre cidadania e coronavírus.

Com as aulas de Gabriela, as crianças descobriram que é possível conversar sem usar a voz e que o isolamento causado pela pandemia não é sinônimo de solidão, mas que é possível fazer novos amigos.

A sintonia das crianças continua nas brincadeiras no condomínio. Beny, que antes tinha poucos amigos, agora tem vários.

“Eu ensino libras e o meu filho tem amigos através da língua dele”, finaliza Gabriela,

Fonte: G1

Comentários no Facebook