A AST (Associação de Surdos de Tatuí) abriu inscrições para o curso “Tilibras” (Tradução e Interpretação da Língua Brasileira de Libras). O período de cadastro dos interessados no aprendizado da Libras começou no dia 7 e se estende até 29 de janeiro.

SÃO PAULO – O curso tem duração de 180 horas, com início no dia 2 de fevereiro e término em dezembro. Serão disponibilizadas 40 vagas, distribuídas em duas turmas, uma com aulas vespertinas, aos sábados, das 9h às 11h, e outra no período noturno, às quartas-feiras, das 19h ás 21h.

A mensalidade do curso é de R$ 130. Deficientes auditivos recebem bolsa integral e fazem os estudos gratuitamente, com material incluso.

De acordo com a professora de Libras Leonides Bertolaccini, a Tily, o curso é uma possibilidade a surdos e falantes de “abrirem as portas para a comunicação e inclusão social”.

O curso é voltado a professores, policiais e enfermeiros, profissões cuja necessidade do conhecimento em Libras é “primordial”, conforme a professora. Contudo, pode ser frequentado por qualquer pessoa que tenha interesse em se comunicar em Libras.

É oferecido material didático, elaborado pela própria professora, além de livros teóricos de outros autores. As aulas serão ministradas na Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) “Professor José Tomás Borges”.

“Qualquer pessoa pode fazer. Se for surdo, é só levar a audiometria para comprovar. Os alunos também podem ser de outras cidades da região, mas estamos com poucas vagas”, ressaltou a professora.

Tily ensina Libras a ouvintes e surdos em Tatuí desde 2008, quando chegou à cidade. No ano seguinte, devido à procura crescente pela capacitação, fundou a AST. Em 2016, depois de um intervalo de cinco anos, voltou a lecionar a língua de sinais em Capela do Alto, em parceria com uma ex-aluna.

Segundo a professora, talvez este seja o último ano em que ela ministrará aula de Libras. A aposentadoria aconteceria em 2016, porém, foi adiada por falta de professor que desse continuidade ao trabalho social.

“É uma missão difícil, mas vou continuar mais este ano. Só não posso garantir que tenha mais curso no ano que vem. A Libras parece uma droga: ela entra no seu sangue e não sai mais”, comentou.

Conforme Tily, a unidade já formou 548 pessoas no curso de Libras, entre ouvintes e surdos. Só de professores, são 312 profissionais qualificados pela associação.

Os interessados em participar devem procurar a entidade por meio do telefone (15) 99850-5050. Para garantir a inscrição, é necessário encaminhar e-mail: tilibras@hotmail.com.

Fonte:

Comentários no Facebook