O público alvo são os alunos da Educação Especial matriculados na Rede Municipal de Ensino

SÃO PAULO – Os vereadores de Franca aprovaram projeto de lei que destina R$ 3,2 milhões para a contratação de intérpretes de libras, a linguagem de sinais utilizadas, principalmente, por pessoas que tenham deficiência auditiva. O foco é a área de Educação.

Segundo a Prefeitura, serão feitas alterações no Orçamento que permitirão à Secretaria de Educação realizar chamamento público para a continuidade do atendimento dos alunos nas unidades escolares.

Os profissionais que realizam o elo com os alunos que têm deficiência auditiva são os Educadores Apoios Pedagógicos e os Professores Interlocutores de Libras, para atuar durante o turno escolar.

O público alvo são os alunos da Educação Especial matriculados na Rede Municipal de Ensino (EMEBs, EMEIs e EJAs) que, em muitas atividades, precisam de auxílio especializado durante a comunicação com os professores.

Fonte: Jornal da Franca

Comentários no Facebook