Intitulado ‘Carnaval de todo mundo’ o carnaval do Recife levou ao palco crianças com microcefalia, dançarinos da periferia e interpretes de Libras.

PERNAMBUCO – Na última sexta-feira (1), teve inicio oficialmente o carnaval do Recife. Como de costume, o palco principal do marco zero foi cenário para o espetáculo de abertura.

Intitulado ‘Carnaval de todo mundo’ o carnaval do Recife levou ao palco crianças com microcefalia, dançarinos da periferia e interpretes de libras. Um casal de passistas com síndrome de down também participaram da abertura do evento.

Misturando cores, estilos musicais e danças, o funk da periferia teve espaço no palco. O grupo que é febre atualmente em Recife com o Passinho dos maloka representou a comunidade ao dançar ao som do frevo.

Durante os cinco dias de festa, o público do Marco Zero foi surpreendido com a performance de intérpretes de Libras, Darley Santos e Pollyanna Alves fizeram sucesso ao traduzir músicas e falas para a Libras.

Fonte: https://entrevistavip.minhaoperadora.com.br/2019/03/Carnaval-recife-2019-e-marcado-pela-inclusao.html

Comentários no Facebook