O Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Professor Carlos Alberto Martinelli de Souza, em Gurigica, é referência no atendimento a crianças surdas e, nesta sexta-feira (31), os pequenos estudantes tiveram um dia letivo diferente.

ESPÍRITO SANTO – A equipe bilíngue de profissionais da unidade promoveu, em ambos os turnos, um espetáculo de contação de histórias em Libras, a Linguagem Brasileira de Sinais.

A história dramatizada foi “O Palhaço Biduim”, da autora Bia Bedran, com texto adaptado pelos próprios educadores. Foram três sessões durante o dia, envolvendo mais de 160 crianças de 3 a 5 anos de idade.

Ouvintes ou surdas, todas elas ficaram encantadas com a atividade, que prevê outras edições ao longo do ano, sempre tendo o lúdico como ferramenta desenvolvedora principal.

Inclusão e igualdade

“No Cmei o idioma é trabalhado tanto como primeira língua (L1), para crianças surdas, como segunda língua (L2), para crianças ouvintes”, explica a coordenadora de Educação Especial da Secretaria Municipal de Educação, Ana Lúcia Sodré de Oliveira.

Para os profissionais que atuam na escola, o trabalho com o lúdico é visto essencialmente como uma forma de fazer com que o ensino de Libras na Educação Infantil seja vivenciado de maneira natural, fazendo sentido tanto para os alunos surdos quanto para os ouvintes.

Projeto bilíngue

As sessões de contação de histórias em Libras são atividades que integram o projeto “Contando e Recontando em Libras”, que também faz parte de uma ação institucional desenvolvida na unidade, cujo objetivo é promover a política de educação bilíngue.

Fonte: http://www.vitoria.es.gov.br/noticia/criancas-de-creche-de-gurigica-se-encantam-com-contacao-de-historias-em-libras-35610

Comentários no Facebook