O curso direcionado a surdos e ouvintes propõe refletir sobre as culturas surdas a partir de seu percurso histórico e das produções artísticas contemporâneas.

Estão abertas as inscrições para o curso de extensão Culturas Surdas na Contemporaneidade: Criações e Vivências Artísticas.

As inscrições podem ser feitas entre os dias 2 e 30 de maio. Elas devem ser feitas exclusivamente pelo site do instituto . No ato, é necessário que o candidato envie um vídeo, de até três minutos, ou um breve texto, com limite de mil caracteres com espaços, contando sobre seu interesse. A lista de selecionados será divulgada no mesmo endereço eletrônico no dia 3 de junho.

O curso, desenvolvido pelo Núcleo de Educação e Relacionamento do Itaú Cultural, em parceria com o Instituto Singularidades, propõe refletir sobre as culturas surdas a partir de seu percurso histórico e das produções artísticas contemporâneas, ampliando as possibilidades — dos surdos e ouvintes — de interações e entendimentos do mundo. Ele é inteiramente gratuito e terá como foco o embasamento teórico, poético e prático. Será direcionado a surdos e ouvintes interessados nas temáticas abordadas.

Ele é composto de três módulos, realizados entre agosto e dezembro de 2019, com a presença de intérpretes de Libras em todos eles. As aulas acontecem presencialmente, às quintas-feiras, das 14h às 18h, ministradas por educadores e artistas, surdos e ouvintes, que atuarão em conjunto em diferentes formatos de aula.

SERVIÇO
Culturas Surdas na Contemporaneidade: Criações e Vivências Artísticas
Inscrições abertas de 2 a 30 de maio de 2019
As inscrições devem ser feitas exclusivamente pelo site do Itaú Cultural http://www.itaucultural.org.br/secoes/cursos

Divulgação dos aprovados: 3 de junho – também no site do instituto
Período de realização: de agosto a dezembro de 2019
Vagas: 30

Itaú Cultural
Avenida Paulista, 149, Estação Brigadeiro do Metrô
Fones: 11. 2168-1777

Fonte: https://empoderadxs.com.br/2019/04/26/itau-cultural-abre-inscricoes-para-curso-de-extensao-sobre-culturas-surdas/

Comentários no Facebook