Dizer que o amor muda a vida de uma pessoa é comum. Mas poucas vezes esse sentimento transformou tanto a vida de um casal como Hudson Benegas e Natalia Carla, ambos com 26 anos. Eles namoram desde o primeiro dia de 2015 e há dois anos moram juntos, no bairro do Macuco.

A particularidade, nesse caso, é o fato de que Natalia se comunica em Libras, porque ficou surda com um ano de idade ao contrair meningite. Para conseguir conversar com ela pessoalmente, Hudson teve que aprender a Língua Brasileira de Sinais, conhecimento que acabou lhe garantindo uma nova profissão. Atualmente, ele é intérprete de Libras da Câmara Municipal e da Central de Libras na Prefeitura de Santos. “Foi uma transformação na minha vida. Antes, queria sair, me divertir e não pensava sequer numa profissão para seguir. Depois de conhecê-la, passei a sonhar em construir uma família, aprendi Libras e encontrei uma profissão que me agrada. Não imagino como seria minha vida sem ela”, reflete.

Natalia lembra que foi através do Facebook que eles se conheceram, ainda em 2013: “Eu curti uma foto de um amigo em comum em que que ele estava também. Depois disso começamos a conversar por mensagens de texto, ainda como amigos. O namoro foi só no réveillon de 2015”, conta. “Durante as conversas eu tinha receio de contar que era surda. Ficamos meses conversando pelas redes sociais e eu guardava esse segredo”. Hudson lembra que ficou preocupado quando Natalia contou que tinha um segredo, mas, na sequência, ficou aliviado ao descobrir que se travava da surdez. “Fiquei aliviado, pensei que fosse algo mais sério. A língua não é uma barreira. Se ela só falasse russo, eu iria aprender russo também”.

A história inspiradora serve também para ampliar o conhecimento das pessoas sobre a maneira adequada de falar sobre os surdos e as pessoas com deficiência de uma maneira geral. “Cada vez mais as pessoas estão entendendo sobre Libras, isso é importante porque ainda existe um certo preconceito”, salientou Natalia.

Fonte: Prefeitura de Santos

Comentários no Facebook