Provas dissertativas ou redações em concursos serão avaliadas por profissionais de Libras.

MATO GROSSO DO SUL – Os deputados aprovaram, em primeira votação, o projeto que muda a forma de corrigir as provas de candidatos surdos, nos concursos públicos e vestibulares, no Estado. Quando as avaliações forem dissertativas, esta deve ser analisada por profissionais de Libras (Língua Brasileira de Sinais).

A proposta foi aprovada por unanimidade e agora segue para segunda votação, antes de passar pelo crivo do governador Reinaldo Azambuja (PSDB). O autor do projeto, Neno Razuk (PTB), explica que em provas dissertativas, assim como redações, estes candidatos só serão bem compreendidos sobre a reposta e conteúdo, quando passarem por um profissional adequado.

A intenção é que eles não sejam prejudicados, porque os avaliadores não entenderam as respostas nas provas. Para ter acesso a esta mudança, o candidato surdo deve informar no ato da inscrição (concurso e vestibular) em qual das línguas do Brasil ele é alfabetizado.

Caberá a organização do concurso disponibilizar esta opção no formulário. A proposta destaca que qualquer despesa decorrente desta mudança, poderá ser respondida por dotações orçamentárias próprias. Caso seja aprovada, a lei entra em vigor na data da sua publicação.

Fonte: https://www.campograndenews.com.br/politica/aprovadas-novas-regras-para-corrigir-provas-de-surdos-em-concursos

Comentários no Facebook