Recomendação do MPPE ressalta que UPE deve garantir ao surdo a comunicação por meio da Libras desde seu ato de inscrição até a realização das provas.

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) emitiu uma nota, nesta quarta-feira (27), recomendando ao Instituto de Apoio à Universidade de Pernambuco (Iaupe) e à Comissão de Concurso da Universidade de Pernambuco (UPE) a seguridade de acesso à informação e comunicação através da Língua brasileira de sinais (Libras). A medida é válida para o período de inscrição e execução dos certames e seleções simplificadas promovidas pelo Iaupe.

“A comunicação é a forma de interação das pessoas e abrange, entre outras formas, os sistemas auditivos e os meios de voz digitalizados e os modos, meios e formatos aumentativos e alternativos de comunicação, incluindo as tecnologias das comunicações, as quais devem ser utilizadas para suplantar qualquer barreira de expressão ou o recebimento de mensagens pelos surdos”, afirmou o promotor de Justiça Maxwell Anderson Vignoli, no texto da recomendação, de acordo com nota divulgada no site do MPPE.

O promotor ainda salientou que a pessoa surda tem prioridade de atendimento, sobretudo com a finalidade de acesso à informações e disponibilização de recursos de comunicação acessíveis.

Por fim, o MPPE ainda recomendou que o Iaupe oportunize a participação de pessoas com deficiências nos concursos públicos e seleções da UPE, disponibilizando prédios acessíveis e descentralizados para realização de provas.

Fonte: http://m.leiaja.com/carreiras/2019/03/27/upe-deve-facilitar-comunicacao-em-libras-nos-concursos/

Comentários no Facebook