Ela está sendo duramente criticada após alegar não ter tempo para aprender a linguagem dos sinais e se comunicar com sua enteada.

Uma mulher está sendo criticada após declarar que não tem tempo para aprender a língua de sinais para se comunicar com sua nova enteada, que é surda.

Segundo a publicação feita pelo The Mirror, a mulher se casou com Buford há cerca de um ano e formaram uma família junto de seus dois filhos de relacionamentos anteriores.

O casal acreditava que somente ela possuía filhos, mas recentemente descobriram que Buford tem uma filha de 15 anos, Markita, a qual não conhecia.

“A mãe dela não contou a Buford sobre a gravidez e se mudou para outro estado. Ele só ficou sabendo quando ela entrou em contato via Facebook. Estávamos achando que era mentira, até que conseguimos comprovar”, declarou a mulher em sua postagem no Reddit.

Segundo ela, Markita e sua mãe voltaram ao estado e passaram a morar próximo do casal. “Ela queria a visita de Buford e ele concordou. Não tem um acordo específico então são basicamente finais de semana esporádicos”.

No entanto, Markita se comunica exclusivamente por meio da língua de sinais, que ninguém na família conhece, e ao que tudo indica somente Buford está se esforçando para aprender.

Ela acredita que não precisa aprender a língua de sinais para se comunicar com a enteada
Em seu relato, a mulher conta que a ideia de todos aprenderem a língua de sinais foi dada por Buford, durante a última visita de Markita.

“Eu realmente não sei se vale a pena o esforço. Markita está presente em nossa casa apenas uma vez por mês. Eu consideraria se ela fosse vir com mais frequência, mas eu trabalho 48 horas por semana e não tenho tempo para algo assim”, declarou a mulher.

Além dela, as crianças também se recusam a aprender a língua de sinais. “Disse a Buford que Jay e Juniper ainda podem aprender se eles quiserem.

Eles não querem, porque eu não estou aprendendo, e agora Buford acha que eu estou sendo ridícula, já que não tenho outra forma de me comunicar com Markita”.

Para os usuários do Reddit, ela está errada em não considerar aprender a língua de sinais. “Imagine que um de seus filhos biológicos fosse surdo e usasse exclusivamente a língua de sinais. Agora imagine que a madrasta ou mesmo outro membro da família se recusou a aprender até mesmo o básico para se comunicar de forma eficaz. Como você se sentiria?”, questionou um usuário.

Outros foram além: “Você é a definição de uma madrasta perversa e um exemplo terrível para seus próprios filhos”.

Fonte: Metro World News

Comentários no Facebook