Interessados devem acessar o link vr.rj.gov.br/libras até o próximo dia 9 de março, quarta-feira

A Prefeitura de Volta Redonda, por meio da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência (SMPD), vai oferecer Curso Livre de Libras (Língua Brasileira de Sinais) nas modalidades básico e intermediário. As inscrições estão abertas e devem ser feitas até o próximo dia 9 de março (quarta-feira), de forma on-line pelo link vr.rj.gov.br/libras. O curso vai atender moradores de Volta Redonda e de municípios da região.

Para cursar o módulo básico, voltado para crianças e adolescentes, é necessário que o jovem esteja frequentando escola e tenha até 17 anos; o curso básico para pessoas com mais de 18 anos tem como pré-requisito a conclusão do Ensino Fundamental; e o Curso de Libras Intermediário exige que o candidato tenha concluído o curso de Libras básico, com carga horária mínima de 120h, ou seja, aprovado na avaliação.

A seleção dos candidatos aos cursos de Libras básico será feita por meio de sorteio eletrônico, caso o número de inscritos exceda o número de vagas; e a seleção para o curso intermediário contará com uma prova prática para aferição da proficiência na Língua Brasileira de Sinais. Cinco perguntas serão feitas em Libras e deverão ser respondidas em Libras. Os temas das perguntas versam sobre as temáticas estudadas no curso básico. A relação dos candidatos aprovados será publicada em site oficial da prefeitura e no instragram @smpd.vr.

As aulas serão ministradas uma vez por semana e há opções de horário pela manhã e à tarde. Haverá duas aulas inaugurais, ambas no auditório da prefeitura: uma no dia 23 de março para todas as turmas do turno vespertino, e outra no dia 25 do mesmo mês para o turno matutino. O edital completo sobre o curso está no link vr.rj.gov.br/curso-lbs-regulamento.

De acordo com a coordenadora do curso, Eliete Guimarães Vasques, a divulgação da língua de sinais na sociedade vai tornar as pessoas surdas realmente inseridas em todos os contextos sociais.

“O acesso da pessoa surda ao mercado de trabalho, por exemplo, embora represente um grande avanço, não garante que, neste ambiente, estejam garantidas todas as condições necessárias à sua plena participação nas atividades. Acredito que o curso de Libras vai colaborar com a mudança deste cenário”, disse, lembrando que, no início deste mês de fevereiro, a prefeitura formou a primeira turma do curso básico de Libras com 40 alunos.

O secretário da Pessoa com Deficiência de Volta Redonda, o pastor Washington Uchôa, reforçou que as ações da secretaria são pautadas na promoção de oportunidades.

“Sabemos que as pessoas com deficiência têm capacidade, só precisam de uma chance de inserção no mercado de trabalho e acesso à educação, e estamos trabalhando nisso”, disse, lembrando que o curso de Libras é fundamental para que isso aconteça, pois permite a comunicação.

Fonte: Prefeitura de Volta Redonda

Comentários no Facebook