Com o intuito de ampliar a acessibilidade nos serviços públicos, a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) contratou uma equipe de intérpretes de Língua Brasileira de Sinais (Libras) para dar suporte a pessoas surdas. Os profissionais atuarão no TeleSaúde, central de atendimento criada para fortalecer a assistência à população na Atenção Primária à Saúde.

O médico de Família e Comunidade, Allan Denizard, ressalta que a chegada dos intérpretes será importante para o atendimento prestado pela equipe do TeleSaúde. “A Sesa abre um novo cenário de possibilidades para melhorar o acesso à informação de surdos. Agora não só tiraremos de maneira eficaz as dúvidas dos usuários, como também permitiremos que os médicos da assistência possam, mesmo com a distância e a diferença da linguística, garantir um atendimento mais satisfatório e humanizado”, pontua.

Durante o atendimento a um surdo, o médico da Atenção Primária pode solicitar o apoio de um intérprete pelo número (85) 984390647. O profissional realizará, por meio de chamada de vídeo, a tradução em Libras de todas as informações repassadas ao paciente na consulta. Luanna Alves, coordenadora do Núcleo de Acessibilidade da Sesa, afirma que a iniciativa contribuirá para tornar a Saúde do Ceará mais inclusiva. “É de suma importância que a comunidade surda seja respeitada e atendida em suas necessidades básicas no atendimento de saúde e tenha acesso a uma comunicação efetiva, seja ela virtual ou presencial nas unidades de saúde, no Plantão Coronavírus ou no TeleSaúde”, reforça.

TeleSaúde
Criado em 2013, o TeleSaúde permite a discussão de casos clínicos entre médicos da Central de Regulação do Estado e da Atenção Básica. O contato entre os profissionais acontece por telefone, aplicativo de troca de mensagens ou e-mail. Em março, quando os primeiros casos de Covid-19 foram registrados no Estado, a população também passou a ter acesso ao serviço para tirar dúvidas sobre a doença.

Fonte: Secretaria da Saúde do Ceará

Comentários no Facebook