O neurocientista David Eagleman desenvolveu um colete que permite que usuários surdos entendam conversas que acontecem à distância ou sintam o que acontece na internet sem precisarem de um computador.

O dispositivo conta com circuitos na parte de trás que vibram e transmitem informações. “Nossos cérebros não se importam de onde a informação vem”, explica Eagleman.

As costas do usuário se tornam um espaço de transmissão de dados. Cada ponto do corpo corresponde a uma informação diferente: vibrações nos ombros podem significar algo como ‘pão’ enquanto na parte inferior das costas podem querer dizer ‘bolo’….

Confira o conteúdo completohttp://olhardigital.uol.com.br/noticia/colete-pode-traduzir-dados-da-internet-para-surdos-e-cegos/47439

Comentários no Facebook