- Continua depois da publicidade -

Você já ouviu falar em poesia surda? Provavelmente não, né? Mas, se quiser conhecer, terá a oportunidade de participar de um sarau de poesia surda nesta sexta-feira, 24, na Pinacoteca do Estado, em Natal, a partir das 18h.

O evento é aberto a todos os públicos e, de quebra, você ainda poderá visitar uma exposição fotográfica com trabalhos produzidos por participantes de oficinas do Projeto “Narrativas do Silêncio”.

Exposição

Com o tema “Objetos do Cotidiano”, a exposição reúne uma mostra dos trabalhos produzidos por 38 participantes das oficinas de fotografia realizadas em Natal e Parnamirim, durante os meses de abril e maio. Nesta quinta edição de “Narrativas do Silêncio”, o gênero desenvolvido foi o “still” ou fotografia de objetos. Muito voltada para a área publicitária, a chamada fotografia “still” exige grande sensibilidade para elaborar imagens capazes de retratar objetos inanimados de forma fiel e ao mesmo tempo atraente.

Para o fotógrafo e designer José Aglio, um dos idealizadores do projeto, o resultado das oficinas de fotografia é sempre surpreendente. “Por mais que saibamos que a tendência da pessoa surda seja a de desenvolver os outros sentidos, especialmente a visão, mesmo os trabalhos produzidos por pessoas com pouca ou nenhuma experiência sempre chamam a atenção pela capacidade de captar detalhes que passariam despercebidos por outras pessoas”.

Sarau

Atividade cuja realização foi proposta ao final da pioneira oficina de poesia surda, o Sarau “Girassol” é a primeira manifestação coletiva da comunidade alcançada pelo projeto utilizando essa linguagem. Voltado para surdos e ouvintes, o evento homenageia o professor de Letras Libras da UFRN, Michel Freire Marques, falecido neste ano. Segundo a produtora cultural Fábia Fernandes, outra idealizadora do projeto, “Michel também lecionava as disciplinas de Literatura Surda e Língua, Cultura e Identidade Surda, sendo que o girassol era a sua flor preferida”.

Durante a oficina de poesia ministrada no mês de agosto pela atriz, poeta, narradora, slammer e VV (visual vernacular), Tamara Silva, a metodologia adotada apoiou-se na utilização de sinais e de classificadores em Libras, modulados ou reconfigurados pelo uso da expressão facial e de movimentos corporais. É com a utilização articulada desses recursos que os participantes do Sarau “Girassol” buscarão expressar-se poeticamente, tornando os conteúdos autorais produzidos mais acessíveis a todos os públicos.

Apoio

“Narrativas do Silêncio” é um projeto que proporciona acessibilidade cultural às pessoas surdas. Lançado em 2015, com atividades suspensas durante o período da pandemia da COVID-19, “Narrativas do Silêncio” chega à sua quinta edição que deverá ser encerrada em dezembro com a apresentação de um espetáculo teatral bilíngue. Para a temporada 2023, o Projeto conta com os patrocínios do Governo do Estado do RN e da Ster Bom viabilizados pela Lei Câmara Cascudo de Incentivo à Cultura.

Contatos

Fábia Fernandes: (84) 98103-3419 (Produção) (fabiagfl@hotmail.com)
José Aglio: (84) 98113-9307 (Produção) (joseaglio@gmail.com)
Christian Vasconcelos: (84) 99151.7907 (Imprensa) (christian.vasconcelos@gmail.com)

- Publicidade -