Em busca constante por parcerias para ampliar a inclusão e o reconhecimento do desporto de surdos, Diana Kyosen, presidente de Confederação Brasileira de Desporto de Surdos (CBDS), se reuniu, nesta semana, com representantes do Clube Recreio da Juventude, de Caxias do Sul (RS) e do Ministério da Educação (MEC).

Na ocasião, Diana e Crisiane Betz, diretora de políticas bilíngues do MEC, tiveram a oportunidade de discutir ações de parcerias com Diego Frederico Biglia, presidente executivo do clube, e Marcelo Alfama Ayala, vice-presidente administrativo e financeiro do clube.

A proposta envolve o fomento nas áreas de esporte e da educação para atender a comunidade surda, já que o clube tem o desejo de desenvolver ações em prol da educação bilíngue e do desporto de surdos.

Atualmente, o Recreio da Juventude já apoia o nadador Guilherme Maia, maior campeão brasileiro na história da Deaflympics, e um dos medalhistas brasileiros na 24ª edição da Summer Deaflympics, que está sendo realizada em Caxias do Sul.

“Agradecemos a oportunidade e o interesse do clube Recreio da Juventude em apoiar a CBDS em suas ações. Trata-se de uma importante parceria para promover o desenvolvimento de novos talentos no desporto de surdos, além de aumentar a visibilidade para a causa da comunidade surda”, declara Diana Kyosen.

A partir de agora serão apresentadas propostas para viabilizar parceria e iniciar os trabalhos em prol de toda a comunidade surda local.

CBDS na 24ª edição da Summer Deaflympic

Em sua 7ª participação no torneio, o Brasil tem sua maior delegação da história, com 325 integrantes, sendo 199 atletas (110 homens e 89 mulheres) e 126 membros da comissão técnica.

Os atletas brasileiros disputam 17 modalidades no masculino e 14 modalidades no feminino. No masculino e feminino: Futebol, Vôlei, Handebol, Basquete, Atletismo, Badminton, Natação, Ciclismo, Mountain Bike, Tiro Esportivo, Orientação, Tênis de Mesa, Judô e Karatê. Só no masculino: Tênis, Vôlei de Praia e Taekwondo.

Até o momento, o Brasil está em 24° colocado no quadro geral de medalhas, com 4 bronzes, conquistados pelos atletas Rômulo Crispim e Alexandre Fernandes, do Judô, e dois por Guilherme Maia, da Natação.

A CBDS tem patrocínio das Loterias Caixa e do Governo Federal. Para o evento, a entidade conta com o apoio da Azul Linhas Aéreas, que está transportando toda a delegação técnica e voluntários, além do ICOM-Libras, que disponibilizou a equipe de intérpretes de Libras para a delegação brasileira.

Fonte: Confederação Brasileira de Desportos de Surdos – CBDS

Comentários no Facebook