Com o objetivo de ampliar a acessibilidade para pessoas com deficiência auditiva, a Câmara do Recife passará a contar com intérpretes de Libras – Língua Brasileira de Sinais em suas reuniões plenárias e solenes.

Os profissionais começam o trabalho nesta segunda-feira (4), durante a reunião plenária, a partir das 10h, assegurando aos surdos o direito de participar e poder compreender o trabalho dos vereadores.

O presidente da Câmara, vereador Romerinho Jatobá (PSB), destacou que a iniciativa foi coletiva. “É o resultado de uma luta que uniu muitos esforços. A Comissão Executiva sempre esteve sensível ao tema e buscou formas de viabilizar esta ação tão importante. Vereadoras e vereadores, que colocaram seus mandatos a serviço da causa, apresentando projetos e discutindo as ações. Servidoras e servidores, que trabalharam muito para que pudéssemos chegar ao dia de hoje”, declarou.

O primeiro-secretário da Casa, vereador Eriberto Rafael (PP), ressaltou que Libras é o segundo idioma oficial do Brasil e a contratação de intérpretes também é um passo para a disseminação da língua. “A falta de intérpretes excluia as pessoas surdas e ensurdecidas das atividades da Câmara do Recife. Agora, neste esforço de aproximar cada vez mais a população do Poder Legislativo, disponibilizamos intérpretes e abrimos nossas portas para as pessoas com deficiência”, afirma.

As reuniões plenárias da Casa de José Mariano ocorrem todas as segundas e terças-feiras, a partir das 10h. Os dias, horários e temas das reuniões solenes podem ser conferidos na agenda oficial, disponibilizada no site www.recife.pe.leg.br e através das redes sociais da instituição. Todos os eventos são abertos ao público, com espaço nas galerias e transmissão ao vivo pelo site e canal do Youtube.

*Acessibilidade* – Além de intérpretes, os vereadores do Recife vêm promovendo outras ações de inclusão. O elevador do prédio onde funciona a sede da Câmara foi trocado, de modo a garantir a entrada de cadeirantes; o plenário ganhou rampas de acessibilidade e o site oficial agora conta com ferramentas que garantem o acesso às informações por pessoas cegas e com baixa visão.

Fonte: Câmara Municipal do Recife

Comentários no Facebook