O Hospital Estadual da Criança (HEC) realizou na manhã de hoje (23) um treinamento para a equipe com o tema “A importância do conhecimento em Libras enquanto prática inclusiva no contexto hospitalar”.

BAHIA – Com o objetivo de orientar os profissionais a respeito das dificuldades enfrentadas pelas pessoas com deficiência auditiva e os surdos, o treinamento trouxe relatos cotidianos que ilustraram a necessidade em ter a capacidade de se comunicar por meio da linguagem de sinais.

A palestrante, Keilane Pereira, contou sobre sua paixão pela linguagem brasileira de sinais e explicou gestualmente como se dá a comunicação com pessoas surdas ou deficientes auditivas, além de realizar dinâmicas ensinando alguns sinais.

De acordo com a coordenadora da Equipe Multidisciplinar e organizadora do evento, a psicóloga Ielma Soares, é imprescindível compreender que a Libras é fundamental como prática de inclusão no contexto de saúde.

“Quando entendemos a importância dessa linguagem, percebemos que a comunicação com este público, que é minoria, também faz parte do nosso trabalho de assisti-lo, em caráter de saúde. Sensibilizar o profissional nesse processo de atendimento, acolhimento e admissão é essencial enquanto fator de comunicação com esses pacientes”, afirma.

Fonte: http://www.saude.ba.gov.br/2019/04/23/hec-realiza-treinamento-em-libras-enquanto-pratica-inclusiva-no-contexto-hospitalar/

Comentários no Facebook