Inscrições estão abertas do dia 14 até dia 31 de janeiro deste ano.

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Alagoas – IFAL abre concurso para 2 vagas de Libras em 2 campus. Há outras vagas para outras áreas.

O concurso destina-se a selecionar candidatos para provimento do cargo de Professor de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico, para os Campus Arapiraca e Piranhas (cada 1 vaga), para atuarem na Educação Profissional de nível Médio, na Educação Superior e em Cursos de Formação Inicial e Continuada, presencial e a distância, para o regime de 40 horas, com dedicação exclusiva.

O requisito é ter diploma de Licenciatura em Letras-Libras, ou Curso Superior, com especialização em LIBRAS ou certificado de proficiência em LIBRAS, expedido pelo Ministério da Educação ou pela FENEIS (Federação Nacional de Educação e Instrução dos Surdos).

Remuneração Inicial, para o regime de 40 horas semanais, com dedicação exclusiva:  Graduação R$ 4.463,93;

Caso o candidato aprovado, quando de sua posse e exercício efetivo, apresente titulação superior a exigida no Edital poderá pleitear a Retribuição ao Título (RT) apresentado: Mestrado R$ 6.668,20 e Doutorado R$ 9.600,92.

Será admitida apenas inscrição via Internet, no endereço http://concurso.ifal.edu.br,
solicitada no período de 14 até às 23:59 horas do dia 31 de janeiro de 2019. Após esse período, o sistema será travado automaticamente, não sendo permitidas novas inscrições.

O valor da taxa de inscrição é de R$ 150,00 (cem e cinquenta reais) e deverá ser pago apenas nas agências do Banco do Brasil, até o dia 01/02/2019.

Há 3 etapas de provas são: Prova Escrita de conhecimentos específicos e de conhecimentos em educação (eliminatória, pontuação mínima 60); Prova de desempenho didático (eliminatória, pontuação mínima 60) e Prova de Títulos (classificatória).

As provas da 1ª Fase (Escrita de Conhecimentos Específicos e de Conhecimentos em Educação) serão realizadas no dia 10 de fevereiro de 2019, às 08:00 horas no Campus Maceió do IFAL.

Para ler o edital completo, clique aqui.

Comentários no Facebook