O projeto encabeçado pelo curso de Letras-Libras iniciou após a instituição ter decidido suspender as aulas por 30 dias para evitar o contágio do vírus que causa a Covid-19.

PIAUÍ – Com o objetivo de promover o acesso à informação para todas as línguas e linguagens, o curso de Letras-Libras (Língua Brasileira de Sinais) da Universidade Federal do Piauí (UFPI) está produzindo uma série de vídeos informativos sobre o novo coronavírus. O projeto iniciou após a instituição ter decidido suspender as aulas por 30 dias para evitar o contágio do vírus que causa a Covid-19.

A coordenadora do curso, a professora Ádila Silva Araújo, relatou ao G1 que após o comitê de combate ao coronavíus da UFPI informar sobre a suspensão das aulas, foi realizada uma reunião entre os intérpretes, onde foi acordada a produção de conteúdo em Libras tanto acadêmico como informativo.

“Logo que saiu a primeira nota do comitê de gestão em combate ao coronavírus da UFPI informando que as aulas seriam suspensas, nós nos reunimos de qual forma iríamos trabalhar. Foi decidido que iríamos trabalhar em home office, mas tudo que saísse do comitê e de informação relacionada tanto ao combate como da prevenção ao coronavírus teria uma versão em Libras”, comentou.

O grupo busca informações responsáveis sobre o assunto, traduz e disponibiliza para a comunidade surda em plataformas digitais. Além dos intérpretes de Libras, participa também da iniciativa o professor Pedro Júlio, do laboratório de vídeo da universidade. Ele conta que ainda existe uma carência muito grande em informações que são acessíveis a todo o tipo de público.

“Estamos buscando informações responsáveis para repassar para essas comunidades, porque sabemos que existe uma carência muito grande de acessibilidade e, em um momento desse de crise, nós precisamos que todas as mensagens sejam acessíveis em todas as línguas e linguagens”, afirmou.

O material é disponibilizado desde o início da quarentena da instituição no Youtube, no site da UFPI e na rede social do curso. É postados, em média, um vídeo por dia. Ao todo, já foram disponibilizados, tanto para a comunidade acadêmica como para sociedade, 22 vídeos.

Isolamento social e decretos de calamidade
Para evitar a contaminação pelo vírus, o isolamento social e medidas emergenciais foram determinadas por meio de decretos do governo do estado e das prefeituras, como na capital piauiense, para que a população fique em casa e evite ao máximo ir às ruas.

Policiais fazem abordagens nas fronteiras do estado a ônibus e veículos particulares. Escolas, universidades e a maior parte do comércio, assim como serviços públicos, suspenderam as atividades. Os decretos preveem que quem descumprir as regras pode ser penalizado com multa ou até prisão.

Fonte: G1

Comentários no Facebook