Romeu Zema sancionou lei que garante ensino da Libras em instituições ligadas ao governo mineiro.

A rede formada pelas escolas estaduais mineiras passará a ter instituições com o ensino da Língua Brasileira de Sinais (Libras). Lei sancionada pelo governador Romeu Zema (Novo) na edição de quinta-feira (7/1) do Diário Oficial do Estado institui diretrizes para a criação de colégios que ensinem, concomitantemente, o Português e a Libras.

As escolas do tipo terão a língua de sinais como idioma principal. O Português, por sua vez, será ensinado na modalidade escrita. Alunos surdos, surdocegos e familiares de pessoas com deficiências do tipo terão prioridade.

No texto, Zema trata, também, de mecanismos que devem garantir a igualdade de condições no ensino, além de estipular a necessidade de professores bilíngues, tradutores, intérpretes de línguas e guias. O governo mira, ainda, disponibilizar materiais didáticos capazes de suportar a demanda dos estudantes de instituições bilíngues.

O projeto foi apresentado à Assembleia Legislativa pelo deputado Zé Guilherme (PP).

Fonte: Estado de Minas – Política

Comentários no Facebook