Mais de 300 atletas surdos, de 14 estados do país, disputaram 11 modalidades, em diversos locais na cidade.

A realização das Surdolimpíadas do Brasil 2019 em Pará de Minas terminou nesse domingo, 23 de junho, com um salto mais que positivo. Já na cerimônia de abertura oficial das competições, no dia 21, no Ginásio Poliesportivo do Clube Praça de Esportes do Pará, os surdoatletas, representantes da Confederação Brasileira de Desportos de Surdos e o público presente foram surpreendidos por duas boas notícias: a construção de sede própria para a CBDS e a concessão de bolsa-atleta para desportistas, anunciadas pelo Ministro da Cidadania, Osmar Terra, e comemoradas com entusiasmo pela Primeira-Dama do Brasil, Michelle Bolsonaro. Iniciadas as disputas esportivas, independente dos vencedores, outras vitórias da realização das Surdolimpíadas foram consolidadas, como a inclusão social dos surdos, que conquistaram grande visibilidade, além da retomada da competição – cuja primeira edição foi realizada em 2002 – no calendário esportivo nacional.

A 2ª Surdolimpíadas contou com a participação de mais de 300 atletas de 16 estados brasileiros em competições de atletismo, basquete, badminton, futebol, handebol, natação, futebol, vôlei. “Mais de 500 surdos se reuniram em Pará de Minas. O feedback tem sido positivo”, ressaltou Esmeralda Castro, da CBDS. Segundo ela, todas as etapas do trabalho, desde a projeção das Surdolimpíadas, até o apoio da Prefeitura de Pará de Minas para a realização dos jogos, passando pela apresentação da emenda pelo Deputado Federal Eduardo Barbosa, que garantiu recursos para a organização do evento. “Estamos saindo daqui muito satisfeitos”, afirmou.

O pará-minense Gabriel Hovelacque de Faria, Presidente da Associação de Surdos da cidade e atleta de badminton, ressaltou ser um sonho a concretização das Surdolimpíadas em Pará de Minas. Jéssica Seixas, surdoatleta paulista de handebol, destacou que as competições deram visibilidade à comunidade surda. “Me sinto emocionada, foi uma luta muito grande até chegarmos aqui”, disse ela, que elogiou a estrutura montada em Pará de Minas para as disputas.

As competições aconteceram no Clube Praça de Esportes do Pará, Centro Esportivo Professor Daniel de Oliveira Barbosa, Clube Ascipam, Campo do Guarani, Campo do Paraense, Ginásio Poliesportivo do Colégio Berlaar e AABB. No último dia de competições, corrida de rua reuniu surdoatletas e praticantes do esporte na cidade. Para a realização de algumas competições, a Prefeitura de Pará de Minas realizou obras de conservação. “Foram grandes o empenho e a vontade da gestão para que Pará de Minas sediasse as Surdolimpíadas”, assegurou o Secretário Municipal de Esporte, Lazer e Turismo, Paulo Francisdale.

“Pará de Minas se tornou destaque nacional pela realização de um evento dessa magnitude, fazendo com que o esporte seja mais que uma ruptura de fronteiras, mas também de superação de limites e de inclusão”, disse o Prefeito Elias Diniz. “Tivemos uma oportunidade única de reunir lideranças políticas, personalidades de destaque nacional e atletas, consolidando o esporte como uma alavanca do desenvolvimento”, concluiu.

Na manhã desta segunda-feira, 24 de junho, Esmeraldas Castro, Secretária Executiva e intérprete de Libras da Confederação Brasileira de Desporto de Surdos entregou ao Prefeito Elias Diniz, ao Secretário de Esporte, Lazer e Turismo, Paulo Francisdale, e ao colaboradorda área de esportes da Prefeitura e representante da Associação Esportiva Praminas, Márcio Gley, medalhas e certificados de agradecimento pelo apoio à realização das competições.

Outras personalidades presentes
Também prestigiaram o evento o Senador Carlos Viana, os deputados federais Diego Andrade, Eduardo Barbosa e Greyce Elias, os deputados estaduais Inácio Franco, Gustavo Mitre e Professor Irineu, além do representante do Governador Romeu Zema, Frederico de Oliveira Mota, Superintendente de Programas Esportivos da Subsecretaria de Esportes do Estado de Minas Gerais, e prefeitos da região. O Presidente da CBDS, Alexandre Dale Couto, a Coordenadora Geral de Avaliação e Supervisão de programas Educacionais do MC, Elisângela Ramos de Souza Castelo Branco, a Secretária Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, do Ministério da Cidadania, Priscila Roberta Gaspar de Oliveira, o campeão mundial olímpico de vôlei de praia, Emanuel Rego, atual Secretário Nacional de Alto Rendimento do Esporte, do Governo Federal, e o Assessor Estratégico da Presidência CEF, Cleyton Gonçalves Carregari, também foram presenças de destaque na abertura. O poder legislativo de Pará de Minas foi representado pelos vereadores Dilhermano Rodrigues, Márcio Lara, Marcílio e Carlinhos do Queijo, Rodrigo Varela, Rodrigo Menezes e Dé Pedreiro.

Fonte: http://parademinas.mg.gov.br/surdolimpiadas-tem-balanco-positivo/

Comentários no Facebook