Elias Paulino da Cunha Jr. que é aluno do curso de Letras do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo – campus São Paulo e ficou sem intérprete de Libras na sala de aula.

Pois a intérprete está em licença, gestante, e a instituição não contratou um intérprete substituto. Elias já entrou em contato com a coordenação do curso, o Napne e a direção e informaram que como ela é TAE (técnico administrativo educacional), não podem substituir.

Elias não conseguiu acompanhar as aulas sem o acesso linguístico que tem direito.

Publicou o vídeo reclamando por falta intérprete de Libras na sua sala de aula e espera que essa denúncia chegue aos órgãos competentes (MEC, Ministério Público Federal, Ministério dos Direitos Humanos, Controladoria-Geral da União (CGU) para ter solução.

Comentários no Facebook