Lutador carioca soma 4 vitórias em seus últimos 5 confrontos na carreira

Paulo Henrique, ou apenas “PH Laia” como é conhecido, vem ganhando cada vez mais destaque dentro do cenário brasileiro de MMA. Atleta da RD Champions, onde treina com o mestre Renato Dominguez, o lutador chegou na equipe através de um projeto social realizado pelo professor Paulo Josino no Rio de Janeiro. Paulo logo impressionou nos treinos, e mesmo com as dificuldades que enfrenta pela deficiência auditiva, o lutador tem despontado como um dos grandes nomes da sua categoria no Brasil:

— Sem dúvida o Paulo é um grande exemplo de superação, ele é um grande guerreiro, chefe de família, pai de gêmeos, treina todos os dias, e acredita muito no seu sonho. Hoje ele está despontando como um dos melhores pesos-leves do país — declarou Renato, treinador de Paulo Laia.

Aos 29 anos, Paulo soma no cartel 10 vitórias e apenas 4 derrotas na promissora carreira. Especialista no jogo de solo, o lutador venceu 4 dos 5 últimos confrontos que disputou na carreira. Na melhor fase desde que iniciou nas artes marciais mistas, Paulo atualmente ocupa a terceira colocação no ranking que classifica os melhores lutadores do país na divisão dos leves, e ainda aparece no top 15 na lista peso-por-peso.

— Meu filho sempre foi um lutador, desde que nasceu, pra mim não foi surpresa nenhuma pois sempre foi um guerreiro, não poderia ser diferente se tornar um lutador profissional e fazer disso a sua vida. É tudo bem difícil para todos, pois passamos muitas coisas quando ele era menor, então sempre temos aquela preocupação, ficamos nervosos, mas sempre com a certeza de que ele já é um vencedor! — declarou a mãe de Paulo ao falar sobre o orgulho da família.

Criado em Madureira, Paulo quando adolescente acabava entrando em algumas brigas por conta de sua desvantagem auditiva e dificuldade de se comunicar, mas logo foi ganhando maturidade e através do esporte no projeto social de Paulo Josino soube direcionar a sua energia para o MMA. De olho em grandes desafios na carreira, o atleta tem como grande sonho assinar com o UFC, evento no qual já teve Matt Hamill, lutador surdo que brilhou na organização entre os anos de 2006 e 2023.

— Meu maior sonho como lutador é chegar ao maior evento de luta do mundo e meu maior sonho pessoal/profissional é ter mais pessoas como eu no mundo da luta e dos esportes, sendo reconhecidos pelos seus talentos e não pelas deficiências. Sou surdo e quero ser reconhecido como o grande lutador que sou e não somente por ser surdo e com o reconhecimento de todo esforço e trabalho poder realizar todos os sonhos da minha família, poder ter minha casa própria e dar tudo que eu não pude ter aos meus filhos — declarou Paulo ao se comunicar através da linguagem de sinais.

Em sua última apresentação no cage, Paulo derrotou Felipe Cruz por finalização (mata-leão) em uma das principais lutas do Road to Future 3, que aconteceu no mês de agosto. De olho na décima primeira vitória e no posto de melhor peso-leve atuando no Brasil, o lutador encara Marcus Rodrigues “Tizim Gladiador” no Arena Global 14, evento que acontece no próximo dia 09 de outubro no Rio de Janeiro, o duelo será válido pelo título peso-leve da organização.

Fonte: Revista Pan

Comentários no Facebook