Foi durante 6ª Reunião Ordinária da Câmara de Extrema, na segunda-feira (21/3), que a comunidade surda utilizou a tribuna para solicitar maior atenção da esfera pública

MINAS GERAIS – Foi durante a realização da 6ª Reunião Ordinária da Câmara de Extrema, na segunda-feira (21/3), que a comunidade surda utilizou a tribuna para solicitar maior atenção da esfera pública na ampliação da comunicação em locais com grande movimentação social, agências bancárias, de Recursos Humanos (RHs) e demais estabecimentos comerciais. A reivindicação foi feita pelo cidadão Deivid Júnior Santos Oliveira, representante da classe extremense que reúne mais de 30 membros.

“Queremos acessibilidade. Infelizmente ainda temos dificuldade de compreender certos processos que envolvem o atendimento em agências bancárias e repartições, por exemplo, e que ainda não possuem o sistema de V-Libras. Este meio figura-se como um conjunto de ferramentas gratuitas e de código aberto que traduz conteúdos digitais (texto, áudio e vídeo) em Português para Libras – que é a nossa linguagem. É um meio de comunicação que já é utilizado em muitos locais e faz parte da realidade dos portadores de necessidades auditivas, facilitando assim a nossa interpretação e torna mais acessíveis os computadores, os celulares, as plataformas Web e os demais serviços de utilidade pública”, explicou Deivid. Os surdos também cobram do Executivo a veiculação em Libras nas publicações institucionais.

O presidente do Legislativo, vereador Sidney Soares Carvalho – o Walderrama, enfatizou a importância do recurso na maior aproximação e interação do cidadão com as decisões políticas e sociais do município. Ele ainda explicou que a Câmara vem utilizando a Libras (Língua Brasileira de Sinais) desde 2019.

“As nossas reuniões ordinárias e extraordinárias, além do site e das redes sociais – e demais publicações – seguem amplamente o objetivo que é dar assistência também para pessoas com deficiência auditiva. A Câmara se preocupa em oferecer uma comunicação cada vez mais assertiva e objetiva para todos os públicos. Isso é transparência, compromisso e respeito com a nossa comunidade”, disse Walderrama.

O presidente da Casa convidou ainda todos os surdos do município para o encontro que será realizado com as empresas especializadas em RHs, agendado para a quarta-feira (13/4), na Câmara dos Vereadores.

“É uma grande oportunidade de trazer as demandas da classe e apresentá-las como forma de adequação no atendimento diferencial”, completou Walderrama.

Fonte: G1

Comentários no Facebook