Obra “Desobedeça” é uma novidade para a população com deficiência auditiva, visual, dislexia e déficit de atenção.

dificuldade de acesso à literatura e outras artes é uma realidade para o público com deficiência. São poucas as alternativas que possibilitam uma participação ativa nesse setor. Mas o Brasil deu o primeiro passo para mudar a situação e vai lançar o primeiro livro no mundo traduzido para libras (Língua Brasileira de Sinais), “Desobedeça”, de Maurício Benvenutti.

A obra explica como construir uma carreira de sucesso nos dias de hoje. Fora daquela cartilha clássica: estudar em boas escolas, que dá acesso às boas universidades, que dão acesso aos bons cursos, que dão acesso aos bons empregos, e que pagam um bom salário. A intenção do livro é mostrar que hoje é só mais um caminho, mas que existem inúmeras formas de ser bem-sucedido.

Em entrevista ao site da TV Cultura, o autor Maurício Benvenutti falou sobre o processo de tradução do livro.

“A comunidade cega, surda no Brasil é enorme. Infelizmente, existem poucas obras em braile, que permite o acesso à obra por meio do tatu. Com o avanço da tecnologia, tornou-se possível a áudio descrição, que é transformar toda a arte que pode ser vista em algo que você possa compreendê-la por meio do áudio, o que ajuda os surdos”.

O “Desobedeça” é um produto inovador porque, além de ter a versão impressa do livro, está disponível também no formato SL-Book (Sign Language Book, em português Livro em Língua de Sinais) que dispõe de vários recursos, como texto, áudio, vídeo e libras.

“Além do cego escutar o áudio completo da obra do início ao fim, ele também pode ouvir o barulhinho da página virando, da folha virando… Então, isso sim é uma verdadeira sensação de estar com o livro em mãos”, conta o autor.

“Eu espero que o livro seja um incentivo para que, não só outros autores, mas que o mercado editorial brasileiro como um todo, deem mais atenção e mais foco a esse tema de inclusão e passe a trabalhar o lançamento dos seus títulos também para esses públicos que são extremamente representativos no Brasil”, diz Maurício.

Ele contou que a ideia de traduzir o livro foi, na verdade, um convite da empresa de tecnologia Wise Hands.

“Foi um imenso prazer receber esse convite porque vai de encontro com todo meu propósito, de levar para um maior número de pessoas, promover maior inclusão possível desse assunto relacionado inovação, empreendedorismo, tecnologia e como tudo isso impacta trabalhos e profissões”, relata.

O fundador e CEO da empresa, Júnior Gaino, explicou que a ideia de traduzir o livro de Maurício para libras surgiu após receber reclamações do público. “Trabalhamos com acessibilidade há muitos anos e todos os dias recebemos reclamações e casos de pessoas surdas, cegas e cadeirantes que sofrem com problemas de produtos e serviços por não terem acessibilidade. Todos os surdos querem fazer as mesmas coisas que os ouvintes.”

Segundo o especialista, o formato SL Book foi criado pensando em ter num único produto o acesso para vários públicos, ou seja, todas as pessoas, incluindo aquelas com dislexia, déficit de atenção, cegas e surdas.

“Esse modelo é desenvolvido com intérpretes profissionais surdos e ouvintes, profissional de áudio e estúdio equipado para garantir a qualidade em todas as fases de criação, desenvolvimento e produção”, explica.

Júnior afirma que pretende continuar o trabalho de tradução de outras obras. “Todas as obras do mundo, independente da língua oral ou língua de sinais. O que queremos é promover a inclusão no mundo, sendo o SL Book uma de nossas soluções para realizar esta transformação”.

Sonny Pólito, de 40 anos, possui baixa visão devido à retinose pigmentar (tem 5% de visão) e apoiou a tradução para libras do livro “Desobedeça”. “Fantástico! O SL Book é um formato de livro para todos num único lugar. É realmente um livro que promove acessibilidade e gera a inclusão”.

Ele conta que o acesso à literatura para o público deficiente visual é por meio dos livros em áudio, mas ainda assim são poucos os que tem.

“Nós queremos ter acesso a tudo como qualquer outra pessoa não classificada como PCD [Pessoa Com Deficiência], queremos ler os livros best-sellers e fazer tantas outras coisas que todas as pessoas fazem”, acrescenta.

“Desobedeça” será lançado no dia 10 junho pela editora Gente. A pré-venda está disponível desde 10 de maio nos sites das principais livrarias do país. A versão impressa custa R$ 39,90 e a SL-Book R$ 27,90.

Disponível no Amazon, clique aqui.

Fonte: Cultural – UOL

Comentários no Facebook