Cirurgia foi feita em um hospital de Catanduva depois de funcionários perceberem que seria interessante ter um profissional para fazer a comunicação entre o casal e os médicos.

SÃO PAULO – Uma intérprete de Libras tornou o nascimento de uma criança ainda mais emocionante para um casal com deficiência auditiva. Com a tradução, os pais Claudinei Souza Melo e Alani Cistina Alves Melo puderam acompanhar todas as etapas do parto, principalmente saber o momento do primeiro choro da criança.

Os dois são de Catanduva (SP) e contam que namoraram por quase três anos. Assim como o casamento, o nascimento da pequena Elaine foi planejado. O fato dos dois serem surdos os preocupava em relação à maternidade.

“A Alanis tinha vontade de ter filhos, principalmente, uma menina. Então, nós conversamos e esperamos um pouco. Depois, decidimos tentar”, afirma Claudinei.

No dia do parto, que foi realizado em 8 de maio, os pais puderam vivenciar o momento da maneira mais completa possível com a ajuda da interprete de Libras Nani Oliveira.

“Foi uma emoção que não consigo explicar, não encontro palavras. Só sei que vai ser uma experiência que levarei para minha vida toda”, diz Nani Oliveira.

No hospital onde a cirurgia foi feita, a mãe fez todo o processo de pré-natal. A ideia de contratar um intérprete para participar do momento do nascimento surgiu quando ela e o marido fizeram o curso de pais de ‘primeira viagem’.

Durante as aulas, os funcionários perceberam que seria interessante ter um profissional para fazer a comunicação entre o casal e os médicos.

“A presença do profissional foi bem interessante porque ele conseguiu facilitar o trabalho da equipe médica explicando o que estava acontecendo para aos pais. Ao mesmo tempo, transmitir a emoção do parto e do primeiro choro”, afirma o diretor de desenvolvimento hospital Matheus Schuerewegen.

Para Alani Cistina Alves Melo, a presença da intérprete trouxe segurança e mais tranquilidade durante a cirurgia.

“Ela me ajudou e me acalmou. Quando a criança estava perto de nascer, ela foi traduzindo o que estava acontecendo”, diz a mãe.

Ainda de acordo Alani, os pais já estão criando um jeito próprio de se comunicar com a recém-nascida Elaine. Eles ainda não sabem se a filha nasceu com alguma limitação ou deficiência auditiva.

Fonte: https://g1.globo.com/sp/sao-jose-do-rio-preto-aracatuba/noticia/2019/05/30/interprete-de-libras-traduz-parto-para-pais-surdos-em-catanduva-emocao-que-nao-consigo-explicar.ghtml

Comentários no Facebook