matt-hamill-comemora-apos-atingir-peso-estabelecido-pela-categoria-1428168206151_615x300O lutador Matt Hamill não é um super herói que combate vilões, mas teve seu dia de estrela após salvar um garoto de cinco anos. Três dias após ser forçado a se retirar do World Series of Fighting 19 devido a uma doença, Hamill estava dirigindo para visitar sua família em Ohio quando um veículo dirigido por uma mulher desorientada atravessou repentinamente em sua frente, indo para a contramão em uma autovia extremamente movimentada.

“Todos estavam indo a cerca de 120 quilômetros por hora. Ela estava dirigindo na contramão, meio que tentando desviar dos carros ao redor. Ela estava indo devagar, mas estava no lado errado da rua, e você podia ver no rosto dela que ela aparentemente estava alterada. Obviamente havia alguma coisa acontecendo com ela, algo não estava certo. Ela estava respirando normalmente, mas era possível dizer que tinha algo errado. Parecia com o Pac-Man tentando desviar daqueles pequenos fantasmas. Ela percorria toda a pista”, contou o lutador ao site norte-americano MMA Fighting.

Contra o seu bom-senso, Hamill virou seu carro e começou a perseguir o veículo. A mulher saiu da pista e foi para o canteiro, o que permitiu ao lutador alcança-la. Ele precisou ainda persegui-la a pé por um tempo até conseguir fazê-la parar. Foi somente ao correr ao lado do veículo que o ex-lutador do UFC percebeu que um pequeno garoto, que não tinha mais do que cinco anos, gritava no banco de trás do carro. Então, o lutador disse ter feito a única coisa que poderia fazer: quebrou o vidro do carro com um soco e parou o carro.

“Muitos carros ficaram buzinando. Eu tenho certeza que o barulho e o carro balançando deixaram o bebê irritado. Ele estava com o cinto de segurança e no assento correto, mas tenho certeza que era uma situação assustadora e que ele estava preocupado com o que estava acontecendo. A mãe estava percorrendo toda a estrada. O bebê estava bem, apenas um pouco estressado, mas se ela não tivesse parado eu definitivamente sinto que poderia ter resultado em algo pior. A mãe, aparentemente, havia bebido e estava drogada.”

A polícia local logo chegou à cena do crime e prendeu a mulher, agradecendo ao lutador por sua agilidade em tomar uma atitude. Identificada como Nicole Lamendola, de 27 anos, a motorista foi acusada pela infração e a criança foi devolvida para um familiar. Após tudo resolvido, Hamill disse apenas estar feliz pelo garoto estar bem e creditou sua atitude à adrenalina do momento, que o forneceu a força necessária para agir mesmo estando doente.  Ao comentar o esforço, o atleta aproveitou para explicar o motivo do cancelamento de seu duelo contra Thiago Silva.

“Após a pesagem, eu comecei a me sentir meio mal, mas eu ainda estava tentando lidar com isso. Eu pensei que eu tivesse com alguma infecção no início, eu sentia como se a minha cabeça estivesse cheia. Eu fui deitar e então a sensação começou a piorar cada vez mais. Eu comecei a ter problemas intestinais. Eu não estava conseguindo me alimentar direito. Meus treinadores olhavam pra mim e diziam: ‘cara, você não está bem.’. Então eu fui ao médico e ele me disse que eu não poderia lutar, que não haveria nenhuma forma de fazer isso. Eu estava treinando tão duro, foi uma decisão muito difícil não lutar após tanto tempo de preparação. É realmente terrível que isto tenha acontecido”, concluiu o herói do dia.

Fonte: http://boainformacao.com.br/2015/04/lutador-surdo-ex-ufc-salva-crianca-de-acidente-de-carro-nos-estados-unidos/

Comentários no Facebook