Murilo Jacintho faz show gratuito no Sesc Araraquara (SP) nesta sexta-feira (16) às 20h.

Canções traduzidas em Língua Brasileira de Sinais (Libras) para promover a inclusão e a acessibilidade cultural de pessoas com deficiência auditiva. Essa é a ideia do cantor de Leme (SP) Murilo Jacintho que lançou seu primeiro disco e produziu dez videoclipes, nove deles já disponível no YouTube, com a língua de sinais.

O álbum autoral “Tropical Desespero” do músico e compositor lemense reúne uma mistura de ritmos latinos com narrativas de amor e histórias do cotidiano. O cantor se apresenta de graça nesta sexta-feira (16) no Sesc Araraquara, às 20h, e no Teatro Estadual de Araras no domingo (18) no mesmo horário.

O investimento para a produção do disco, videoclipes e divulgação dos shows veio por meio do Programa de Ação Cultural (ProAC), da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo. Jacintho escreveu projeto com a proposta de acessibilidade e conseguiu R$ 80 mil para concretizar o trabalho.

Música acessível
A ideia para a produção da música acessível em vídeo foi colocar a intérprete no centro da tela, como protagonista. “Pensei: se a pessoa gostar de uma música, ela pode querer ouvir o disco todo. Então decidimos fazer isso em todos os clipes”, disse o músico de 28 anos.

A produção dos videoclipes foi feita em Leme com a ajuda de uma intérprete da capital e a consultoria de uma pessoa com deficiência auditiva. As gravações ocorreram em cenários específicos retratados nas letras das músicas, como uma quadra de futebol e o estacionamento de um supermercado.

“São locais que de alguma maneira fizeram parte da minha infância, como o supermercado que o meu pai trabalhava, a rua que eu passava pra ir à escola, a quadra que eu jogava bola”, disse o músico.

Os dez clipes foram gravados em maio deste ano e a estreia do primeiro foi em junho. Em setembro, Jacintho lança o último da série.

“Não tinha contato com a Libras e para mim foi inovador. Desde então tem sido incrível, tenho lido muitas críticas positivas sobre o fato de o público portador de deficiência conseguir identificar e poder interpretar aquilo que está sendo falando na música”, contou.

Shows
Jacintho canta profissionalmente há quatro anos. Antes, fazia shows independentes. A primeira apresentação do disco autoral foi no Centro Cultural São Paulo, na última sexta-feira, com a participação da banda Francisco el Hombre, conhecida por tocar em festivais como Lollapalooza no Brasil e Vive Latino no México.

O repertório reúne influências que vão do flamenco, baião, cumbia e salsa, a inspirações do reggaeton e funk, mesclando uma leitura pop.

Além de Araras e Araraquara, o músico fará shows em Leme, Porto Ferreira e Campinas.

Fonte: https://g1.globo.com/sp/sao-carlos-regiao/noticia/2019/08/16/musico-de-leme-lanca-1o-disco-com-dez-clipes-traduzidos-em-libras.ghtml

Comentários no Facebook