‘SOS Surdo’, lançado neste sábado, 26, Dia Nacional do Surdo, recebe vídeos, que podem ser gravados em Libras ou oralizados, e também textos e fotos. Registros serão encaminhados ao MP e outros órgãos públicos.

Começa a funcionar neste sábado, 26, Dia Nacional do Surdo, a plataforma ‘SOS Surdo’, um espaço para envio de denúncias e reclamações sobre a falta de acessibilidade para a população surda

Veja o vídeo do evento de lançamento

“A ideia do projeto surgiu porque órgãos públicos de fiscalização e de defesa do consumidor afirmam não ter verba para incluir recursos acessíveis a pessoas com deficiência auditiva em seus serviços físicos e online”, diz Cleber Santos, diretor do SOS Surdo.

As denúncias podem ser feitas por meio de vídeos em Libras e também oralizados, além de depoimentos por escrito e até fotos. “A plataforma recebe conteúdo em todos os formatos possíveis na diversidade da surdez”, comenta Santos.

Segundo o diretor, os casos com grande número de denúncias e reclamações serão encaminhados ao Ministério Público e às autoridades competentes.

“O denunciante pode gravar o vídeo ou enviar o texto e as fotos diretamente do local que não tem acessibilidade. Também pode compartilhar esse registro por meio da plataforma nas redes sociais”, explica Santos.

“Empresas e instituições que forem citadas serão notificadas por email e terão direito de resposta. Além disso, se essas mesmas empresas e instituições resolverem o problema apontado pela pessoa surda, a atualização do caso também será registrada na plataforma. O denunciante poderá avaliar a situação, com pontos positivos e negativos, e confirmar ou não se tudo foi resolvido de maneira completa”, esclarece o diretor do SOS Surdo.

Fonte: Estadão

Comentários no Facebook