O Projeto de Lei nº 143/2019 obriga estabelecimentos privados com grande circulação de pessoas, que comercializem bens e serviços, como supermercado e shopping center, a disponibilizarem atendimento presencial na língua brasileira de sinais (Libras).

A intenção da autora do projeto, deputada Renata Abreu (Podemos-SP), é ampliar os direitos das pessoas surdas. “Como cidadãos e consumidores que são, os surdos devem receber atendimento diferenciado apto a propiciar acesso à informação e a sua efetiva compreensão”, defendeu a parlamentar.

Tramitação

O projeto, que tramita conclusivamente, será analisado pelas comissões de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços; de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. A proposta altera a Lei nº 10.436/2002, que trata da Língua Brasileira de Sinais.

Fonte: http://cnc.org.br/noticias/diario-legislativo/projeto-exige-que-shoppings-e-supermercados-oferecam-atendimento-em-libr

Comentários no Facebook