Taboão da Serra é uma cidade referência quando o assunto é escolarização e oferta de atividades culturais para pessoas com deficiência, principalmente para os surdos ou com baixa audição. Uma escola voltada para elas existe na cidade: a Escola Municipal de Educação Bilíngue para Surdos (EMEBS Monteiro Lobato). São 55 crianças, do Jardim I ao 5° ano atendidas. Este direito à educação foi garantido pela Lei 2271/2017, criada pela Prefeitura.

Outra conquista para estas crianças foi a implantação de uma parceria entre as Secretarias de Cultura e de Educação que desenvolve oficinas de dança e teatro para os estudantes da EMEBS. De acordo com o secretário de Cultura, Wanderley Bressan, as atividades melhoram a qualidade de vida e quebram tabus. “Quando essas crianças estão no palco, a gente está dizendo para todos que não é um problema ser surdo. A gente está reconhecendo as pessoas surdas. Quando nós damos este aparato, estamos dizendo que as pessoas surdas não podem ser invisíveis”.

Apesar da limitação auditiva, o uso da dança como uma linguagem, associada ao uso da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), torna possível que os alunos possam praticar inúmeras atividades, como dança ou teatro. A professora de dança da Prefeitura, Rosangela Jorge afirma também que a vibração dos sons no tablado de dança é sentida. “É gratificante ver a felicidade deles nas oficinas, eles sentem a vibração dos sons no tablado. É a música promovendo inclusão social”.

O trabalho tem a aprovação e respeito dos pais. Francisco Francimar e Adriana Santos contam a alegria e desenvolvimento que a oficina de dança tem trazido para seu filho Lucas, de 9 anos. “O Lucas, além da surdez, tem atraso cognitivo. Nós estamos amando, pois não é em qualquer lugar que a gente acha atividade para pessoas com deficiência auditiva”, relatou Adriana. “Vermos o nosso filho feliz é muito gratificante e a dança tem feito isso”, contou Francisco.

Susan de Souza tem também tem um filho participante da oficina, o Nicolas, de 9 anos. Com baixa audição, ele teve muitos ganhos. “Ele era tímido, não conversava com as pessoas, depois que ele começou a dança na Secretaria de Cultura, a mudança foi 100%”, contou Susan, que aproveitou para mostrar toda a sua gratidão. “Eu só tenho a agradecer a Deus, a professora Rosângela e a Prefeitura”, falou emocionada.

A Secretaria de Cultura também está aberta a receber pessoas com deficiência auditiva que não sejam matriculadas na EMEBS. As inscrições podem ser feitas diretamente na Secretaria.

Serviço:
Secretaria Municipal de Cultura
Endereço: Rua Levi de Souza e Silva, 33, Jardim Bom Tempo.
Email: sec@taboaodaserra.sp.gov.br
Telefone: (11) 4788-3838

Fonte: http://ts.sp.gov.br/imprensa/noticias/secretaria-de-cultura-oferece-oficinas-para-alunos-com-deficiencia-auditiva/

Comentários no Facebook