O ator Troy Kotsur é o tipo de artista multifacetado, pois, além de ser um ótimo interprete, ganhando dessa vez o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por ‘CODA – No Ritmo do Coração‘, ele também participou da criação de uma língua na série de sucesso do Disney+, ‘The Mandalorian‘.

O idioma idealizado é o mesmo utilizado pelo Povo da Areia, figuras curiosas que usam uma espécie de língua de sinais para se comunicar. Esse fato em questão foi trazido de volta em uma antiga entrevista que Troy Kotsur concedeu ao Daily Moth, onde o ator falou como chegou àqueles gestos utilizados na série da franquia ‘Star Wars‘.

No show do Disney+, a língua do Povo da Areia apareceu pela primeira vez no episódio 5 da 1ª temporada, quando o Mando (Pedro Pascal) se dirige ao deserto de Tatooine e pede passagem ao grupo. O diálogo entre Mando e os Tusken Raiders, como são conhecidos, é feita usando a língua de sinais de outro planeta criada com a ajuda de Kotsur.

Kotsur foi consultado pela equipe ao desenvolver a língua do Povo da Areia, ele diz que tentou fugir da ASL, a língua de sinais americana: “Eu me certifiquei que se tornasse a Língua de Sinais Tusken baseada na cultura e ambiente deles”. Foi assim, por exemplo, que ele criou sinais específicos como o nome “Mandalorian”, que é “baseado no capacete e no formato de ‘M’ com a mão.”

Além de ajudar na criação da língua do Povo da Areia, Troy Kotsur apareceu no episódio 5 da 1ª temporada de ‘The Mandalorian‘, como um dos Tusken não nomeados. E isso para ele foi um sonho realizado: “Quando eu tinha oito anos, sonhei em fazer parte de Star Wars. Muitos, muitos anos depois, quase quarenta anos depois – é o destino”, afirmou Kotsur.

Fonte: CinePOP

Comentários no Facebook