Leandreson Santos, de 13 anos, escolheu o primeiro livro para estudar o evangelho.

AMAPÁ – Com os olhos brilhando, o adolescente Leandreson Santos, de 13 anos, folheou as páginas dos livros nas estantes do Barco da Bíblia, nesta sexta-feira (3). O menino, que é surdo, visitou pela primeira vez a embarcação que está atracada na orla do Santa Inês, na Zona sul de Macapá, e ficou encantado com o que viu.

“Foi muito bom visitar o barco e conhecer vários tipos de Bíblia. Eu já tinha visto algumas, mas não tenho uma ainda. Foi algo marcante e a imagem de Jesus foi a que mais gostei”, disse ele, através de língua de sinais.

Leandreson é um dos 1700 surdos do Afuá que participam de um projeto de evangelização na região. Ele aproveitou a viagem a Macapá, onde veio realizar exames junto com a irmã, para conhecer o barco e escolher uma Bíblia que ajude nos estudos cristãos. Como ainda não é alfabetizado, um livro ilustrado deve facilitar no aprendizado do adolescente.

O Barco da Bíblia está na capital desde 26 de abril e fica atracado na rampa do Santa Inês até o dia 20 deste mês. Antes de chegar em Macapá, ele já passou pelas cidades de Oeiras, Portel, Porto de Móz, no estado do Pará; e Vitória do Jari e Laranjal do Jari, no Amapá.

Quem aproveita a passagem da embarcação é a dona de casa Juceli de Souza, de 44 anos, que há 12 anos participa de uma congregação evangélica. Ela diz gostar do projeto, pois consegue encontrar bíblias de estudo por um preço mais acessível do que na capital.

“A Bíblia de estudo aqui em Macapá é muito cara e no mundo cristão não é todo mundo que tem a oportunidade de ter essas bíblias. A população fica na expectativa do Barco da Bíblia chegar na cidade porque a diferença de preço é muito grande. E o povo que tem o desejo de conhecer mais a Deus, a Bíblia de estudo é crucial para isso”, afirmou a devota.

Além de comprar livros, o visitante poderá conhecer um pouco da história de Jesus no museu montado dentro da embarcação. Papiros, pergaminhos, lamparinas com essências de perfumes citadas no livro, Bíblia a prova d’água e em braile são algumas das curiosidades do ambiente.

Entretanto, o pastor Nilson Gomes, monitor do museu, destaca que a novidade deste ano é uma réplica da Arca da Aliança, um dos objetos sagrados citados na história bíblica.

“Ela está nos diâmetros normais e dentro dela contém os três elementos que só vou falar quando as durante as visitas, que vai ser o momento em que vou abrir e as pessoas vão ver o que contém dentro dela”, disse o pastor, fazendo mistério.

Para o coordenador do projeto, Expedito Ferrão, voltar a Macapá com o Barco da Bíblia e receber o carinho do público deixa a equipe com mais alegria para seguir em frente.

“É muito gostoso voltar porque o povo amapaense sempre nos trata com muito carinho, carisma e recepção. Isso nos faz desempenhar melhor essa missão que é levar a palavra de Deus”, disse o coordenador.

O barco funciona todos os dias, das 7h às 19h. Após deixar Macapá, a embarcação ainda passa pelas cidades de Anajás, Breves, São Sebastião da Boa Vista, antes de encerrar a viagem em Belém, no dia 3 de junho.

Fonte: https://g1.globo.com/ap/amapa/noticia/2019/05/03/imagem-de-jesus-foi-a-que-mais-gostei-diz-adolescente-surdo-ao-conhecer-barco-da-biblia-em-macapa.ghtml

Comentários no Facebook