Atividades promovidas pelo Instituto Idioma Surdo em campanha Setembro Azul 2018 visam conscientizar a sociedade aos direitos de inclusão sociocultural com acessibilidade às pessoas surdas e com deficiência aos equipamentos culturais municipais em Araraquara.

Pela primeira vez pessoas surdas tiveram a oportunidade de entrarem em um museu. Puderam participar com intérprete de LIBRAS do sarau literário e interagir com a artista-artesã Maria Lucinda Bento, que participa da exposição Teares pelo Mundo, no Museu Histórico e Pedagógico Voluntários da Pátria de Araraquara, encerrando-se a programação oficial da campanha Setembro Azul 2018 em 29 de setembro.

Dentre os visitantes, abrilhantaram o evento cultural, a poetisa Vilma Rodrigues de Miranda Gomes, acompanhada da diretora de Cultura, Turismo e Lazer de Américo Brasiliense, Ana Lucia Periani, a superintendente da APAE Araraquara, Lígia Celante, o vereador Elias Chediek e a assessora municipal de Políticas para a Pessoa com Deficiência, Elisa Santos, recebidos pela presidente do Instituto Idioma Surdo, Vilma do Amaral Schiavinato e pelo presidente da ABATur, Théo Bratfisch e a gerente municipal de museus, Virgínia De Gobbi, que prestou monitoria técnica com intérprete de LIBRAS.

O Instituto Idioma Surdo e a APAE se uniram em campanha Setembro Verde e Azul, respectivamente, aos direitos das pessoas com deficiência e das pessoas surdas em Araraquara.

As atividades promovidas pelo Instituto Idioma Surdo em campanha Setembro Azul 2018 visam conscientizar a sociedade aos direitos de inclusão sociocultural com acessibilidade às pessoas surdas e com deficiência aos equipamentos culturais no município de Araraquara.

Com apoio da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Araraquara (ACIA) em parceria com o Instituto Idioma Surdo e a Associação de Bueno de Andrada para Cultura e Turismo Rural (ABATur) com a gerência municipal de Museus, as atividades culturais gratuitas seguem abertas no mês de outubro, para todas as idades e acessíveis no piso térreo para pessoas com deficiência, cadeirantes e idosos, como também, para pessoas surdas, com intérprete de LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais, aos sábados.

Lucinda Artesã fará uma oficina técnica de tear manual gratuita e acessível para todos, em 20 de outubro, já que a exposição Teares pelo Mundo segue no mês de outubro para visitação escolar e grupos.

A lei municipal que institui o Certificado Empresa Amiga do Surdo, Lei n° 8778, de 31 de Agosto de 2016, será ativada com o lançamento do novo site da Prefeitura de Araraquara que terá tradutor automático de LIBRAS para texto, áudio e vídeo.

Comentários no Facebook