A Netflix comemorou a passagem do Dia Mundial de Conscientização sobre Acessibilidade, na quinta-feira (19), com o anúncio da expansão das traduções globais nos recursos audiodescrição (AD) para cegos, legendas para surdos ou deficientes auditivos (SDH) e dublagem.

Com isso, essas pessoas poderão assistir a programas e filmes produzidos em outros países, apresentados no idioma local.

Os programas também passarão a apresentar crachás indicativos para que os usuários possam visualizar imediatamente as opções disponíveis, sem ter que pesquisar uma a uma no campo próprio. Falando ao site TechCrunch, a diretora de acessibilidade de produtos Netflix, Heather Dowdy, explicou que “a ideia é promover inclusão e acessibilidade para todos”.

Conforme Dowdy, que é CODA (filha de pais surdos), as funcionalidades serão feitas nos idiomas francês, espanhol, português, alemão e italiano e, posteriormente, nos idiomas asiáticos, começando com coreano e japonês, além de diversos dialetos locais europeus.

Implantando acessibilidade para todos
De acordo com Dowdy, o objetivo da Netflix é encantar seus membros. Hoje, o provedor global dá suporte a mais de 11 mil horas de descrições de áudio, com comentários explicando o que está acontecendo na tela para deficientes visuais, em mais de 30 idiomas.

A princípio, os programas da Netflix só ofereciam legendas para surdos e deficientes auditivos (SDH), além de algumas informações extras no idioma local. Agora, as equipes de localização trabalham para expandir as possibilidades, permitindo, por exemplo, que um surdo na Polônia consiga assistir a um dramalhão mexicano com legendas SDH em polonês.

Atualmente, cerca de 40% dos assinantes da Netflix no mundo assistem a filmes com legendas. Em seis países, a série mais assistida no mês passado entre os utilizadores de legenda foi o drama Bridgerton, de Shonda Rhimes. Não por acaso, a produção, que escolheu o elenco sem levar em conta a cor da pele, tem essa informação fornecida na legenda AD, juntamente com a textura do cabelo.

Fonte: TecMundo

Comentários no Facebook