Representantes de diversas associações de surdos da Grande Vitória e do interior do Estado estiveram reunidos com uma equipe da Secretaria de Estado de Direitos Humanos (Sedh), nessa quinta-feira (25), no Palácio da Fonte Grande, no Centro de Vitória, para discutirem sobre o projeto da Central de Interpretação de Libras (CIL).

A CIL tem o objetivo de garantir o atendimento de qualidade às pessoas com deficiência auditiva por meio de serviços de tradução e interpretação, além de  facilitar o acesso aos serviços públicos e ampliar a comunicação e interação entre ouvintes e surdos.

Segundo a subsecretária Administrativa e Financeira da Sedh, Luiza Grillo, o diálogo com a comunidade surda para a implantação do projeto é fundamental. “Convidamos as associações para que possamos entender suas necessidades, demandas e desafios e discutirmos juntos a melhor maneira de implantarmos este serviço de atendimento especializado e específico para as pessoas com deficiência auditiva”, ressaltou.

De acordo com Josué Rego da Silva, da Associação de Integração dos Surdos de Vitória (Asurvi), o projeto atenderá a direitos fundamentais básicos da comunidade surda.

“A importância da CIL vai muito além do que simplesmente ser um espaço físico ou cumprir um papel do Estado. Ela vem garantir o acesso à informação e à comunicação a esses sujeitos que há muitos anos ficaram à margem das decisões, sempre representados por outros, justamente por causa da barreira linguística. Muitas vezes os direitos são violados e invisibilizados, porque as informações não chegam. Então, quando chega esta proposta, que não está preocupada em somente criar um espaço, mas em dialogar, escutar as demandas e debater, isso é muito importante. É reconhecimento e respeito”, destacou.

Ainda segundo Josué, além de garantir os direitos dos surdos, a Central trará outros benefícios. “Será um ponto de referência linguística, além de difundir a linguagem dos sinais, aproximando mais a sociedade dessa comunidade”, pontuou.

Participaram da reunião as associações de surdos de Vitória, Vila Velha, Cariacica, Serra, Colatina, Linhares, Cachoeiro de Itapemirim, além do Conselho Estado da Pessoa com Deficiência.

Fonte: https://www.es.gov.br/Noticia/sedh-se-reune-com-associacoes-de-surdos-para-discutir-central-de-libras

Comentários no Facebook