Ministério Público fiscaliza se há atendimento em Libras nas repartições públicas e agências bancárias

Posto de saúde, atendimento de saúde, unidade de pronto atendimento, farmácia popular

Procedimento visa acompanhar a implementação da Lei Estadual nº 6.254, de 14 de junho de 2023

Para garantir um atendimento inclusivo de pessoas com deficiência auditiva, a 42ª Promotoria de Justiça de Direitos Humanos da Pessoa Idosa e da Pessoa com Deficiência (42ª Prodhid), do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPAM), instaurou, na última quarta-feira (22/05), um procedimento administrativo cuja finalidade é verificar a implementação da Lei Estadual nº 6.254, de 14 de junho de 2023, que dispõe sobre o atendimento em Língua Brasileira de Sinais (Libras) por profissional tradutor, guia-intérprete e intérprete de Libras nas repartições públicas, empresas concessionárias de serviços públicos e agências bancárias do Amazonas.

De acordo com o promotor de Justiça Vitor Moreira da Fonseca, responsável pela portaria, a acessibilidade vai além de rampas e elevadores. “Isso é acessibilidade arquitetônica. O que a lei também exige é acessibilidade comunicacional: devemos remover os obstáculos que dificultem ou impossibilitem a expressão ou o recebimento de informações por pessoas surdas”, explica o promotor.

A lei estadual, que autoriza a contratação de tradutores, guias-intérpretes e intérpretes de Libras para atender nas repartições públicas e empresas concessionárias de serviços públicos, estava prevista para entrar em vigor em até 120 dias após sua publicação.

As agências bancárias no Amazonas devem contratar tais profissionais, capacitar funcionários ou adquirir plataformas de acessibilidade para atender a comunidade surda, ajustando o número de profissionais conforme a demanda. O intérprete ou sistema deve ser acessível e sinalizado adequadamente.

A lei dispõe ainda que a Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) seja responsável por regulamentar as funções desses profissionais.

Estima-se que a população com deficiência auditiva, somente na capital do Estado, ultrapasse 8,5 mil pessoas, segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esses cidadãos devem ser atendidos com acessibilidade em Libras, conforme estabelece a lei.

Fonte: Ministério Público do Estado do Amazonas

- Continua depois da publicidade -

CBDS realiza Campeonato Brasileiro Caixa de Futsal de Surdos em São Paulo

Entre os dias 30 de maio e 1º de junho, a Confederação Brasileira de Desportos de Surdos (CBDS) vai promover o Campeonato Brasileiro Caixa de Futsal de Surdos – Feminino e Masculino, em São Paulo (SP).

Ao todo, 23 equipes de 14 estados brasileiros estão confirmadas para participar do evento, sendo 9 na categoria feminino e 14 na categoria masculino. A equipe da Federação de Desportos de Surdos do Ceará (FDSC/CE) está inscrita, mas ainda não confirmou a participação no campeonato. A expectativa é de que cerca de 300 pessoas, entre surdoatletas, membros de comissões técnicas e da diretoria da CBDS, participem do evento.

“Estamos muito felizes por realizar mais uma edição do Campeonato Brasileiro de Futsal de Surdos com o apoio da Caixa e do Governo Federal e por poder reunir tantas equipes, vindas de diversas partes do País, neste evento que é um dos mais importantes do surdodesporto brasileiro”, declarou a presidente da CBDS, Diana Kyosen.

A abertura do evento será realizada na quinta-feira, dia 30 de maio, em cerimônia aberta ao público, a partir das 8h00, no Ginásio Baby Barioni, localizado na Rua Dona Germaine Burchard, 451, na Água Branca, em São PauloSP. Na sequência serão iniciados os jogos entre as equipes.

O campeonato é realizado pela CBDS com apoio da Federação Desportiva de Surdos do Estado de São Paulo (FDSESP/SP) e do ICOM-Libras, e com patrocínio da Caixa e do Governo Federal.

Confira as federações participantes no feminino: 

Federação Brasiliense Desportiva dos Surdos (FBDS/DF)
⁠Federação Desportiva de Surdos do Estado Santa Catarina (FDSESC/SC)
⁠Federação Desportiva de Surdos do Paraná (FDSP/PR)
Federação Goiana de Desportos dos Surdos (FGDS/GO)
Federação Desportiva dos Surdos do Estado do Rio De Janeiro (FDSERJ/RJ)
Federação Desportiva dos Surdos do Espírito Santo (FDSES/ES)
Federação Mineira Desportiva dos Surdos (FMDS/MG)
⁠Federação Desportiva de Surdos do Estado de São Paulo (FDSESP/SP)
Federação Desportiva de Surdos do Rio Grande do Sul (FDSRS/RS)

Confira as federações participantes no masculino:
Federação Pernambucana Desportiva de Surdos (⁠FPEDS/PE)
Federação Desportiva dos Surdos de Mato Grosso do Sul (⁠FDSMS/MS)
Federação Desportiva de Surdos de Mato Grosso (⁠FDSMT/MT)
Federação Brasiliense Desportiva dos Surdos (FBDS/DF)
⁠Federação Desportiva de Surdos do Estado Santa Catarina (FDSESC/SC)
⁠Federação Desportiva de Surdos do Paraná (FDSP/PR)
⁠Federação Goiana de Desportos dos Surdos (FGDS/GO)
Federação Desportiva dos Surdos do Estado do Rio de Janeiro (FDSERJ/RJ)
⁠Federação Alagoana Desportiva dos Surdos (FALDS/AL)
⁠Federação Desportiva dos Surdos do Espírito Santo (FDSES/ES)
⁠Federação Mineira Desportiva dos Surdos (FMDS/MG)
⁠Federação Desportiva de Surdos do Estado de São Paulo (FDSESP/SP)
Federação Desportiva de Surdos do Rio Grande do Sul (FDSRS/RS)
Federação de Desportos de Surdos do Ceará (FDSC/CE) – Ainda não confirmada

- Continua depois da publicidade -

Surda oralizada é a primeira jovem instituída como Coroinha em Paróquia

No último domingo (19/05) dia em que a Igreja celebrou com festa a Solenidade de Pentecostes, aproximadamente 50 novos coroinhas foram instituídos para o serviço do altar na Paróquia Santa Clara de Assis de Colatina (ES).

A Celebração Eucarística foi realizada no Centro de Acolhida da Caritas, pertencente a Diocese de Colatina e foi presidida pelo pároco, Frei Pedro de Oliveira Rodrigues e concelebrada pelo Vigário Paroquial, Frei Augusto Luiz Gabriel.

Os fiéis das comunidades do Setor Urbano e Rural lotaram o espaço celebrativo que foi preparado em uma quadra, para assim ser possível comportar todas as pessoas.

Entre as crianças e adolescentes instituídos, uma jovem surda oralizada da Comunidade Nossa Senhora Auxiliadora, Kalyla Santos Rodrigues, também foi instituída Coroinha. Ela participou dos encontros com a presença de um intérprete de Libras. E, no último dia de formação (11/05), ela deixou um bonito testemunho para todos os seus colegas:

“Este período formativo foi muito importante para mim. Lembro que no primeiro encontro, não havia a participação de um tradutor e intérprete de Libras/Português, me senti triste naquele momento, pois não conseguia entender claramente o que estava sendo ministrado, visto que a minha língua mais forte é a de contato é a Libras. Após isso, conseguimos conversar e negociar com o Intérprete de Libras/Português, Vagner Neves, que é meu primo, que hoje agradeço a ele por ter me ajudado a interpretar todos os discursos da língua portuguesa para Libras e vice-versa. Confesso que foi linda a minha jornada até a formação. Agradeço também a Regina e a Elenice que também doaram um pouco de seu tempo para atuarem como intérpretes no curso. Em um dos encontros aprendi com o Frei Augusto que liturgia é fazer memória e como cristã isso passou a fazer todo sentido para mim. Com a presença de um intérprete eu comecei a compartilhar com todos um mesmo itinerário. É uma satisfação estar com vocês e compartilhar com todos essa caminhada”, disse.

Durante a Celebração Eucarística Kalyla foi convidada para servir ao altar pela primeira vez. Ela não escondeu a emoção e a satisfação por poder servir.

UNIDADE NA DIVERSIDADE

Na homilia, Frei Pedro explicou que o que perpassa todos os textos litúrgicos de Pentecostes é a linguagem do amor. “Mesmo que sejamos diversos existe uma só linguagem, a do amor. Essa é grande novidade que Pentecostes apresenta”, frisou.

Segundo Frei Pedro, há necessidade da vivência da unidade na diversidade. “Pentecostes nos desafia a sabermos conviver com os diferentes. Que em nossas comunidades, nos serviços que prestamos tenhamos isso presente, nós fazemos parte de um mesmo corpo que é a Igreja”, disse o pároco. “Jesus sopra sobre a comunidade reunida o Espírito Santo. Por isso, cada um é importante para a unidade e comunhão desta igreja”, completou.

Aos coroinhas dirigiu palavras de ânimo e os explicou sobre o compromisso de servir. “Ser coroinha é ser servidor, servidora”, ensinou. “Peço as equipes de liturgia e aos ministros paciência com os nossos novos coroinhas. Ninguém nasce sabendo, graças a Deus”, indicou.

Após a homilia, teve início o rito de Instituição dos candidatos a Coroinhas. A jovem Heloísa, integrante da coordenação, os apresentou ao pároco chamando cada um pele seu nome. Em seguida Frei Pedro de Oliveira a interrogou a respeito da preparação deles. “Posso afirmar que eles estão aptos para desempenharem o serviço de Coroinhas pois demonstraram, no período de preparação, consciência e maturidade, dedicação e zelo pela Eucaristia, pelos objetos e ritos litúrgicos e demais serviços da comunidade. Enfim, testemunham o desejo de exercer bem o serviço que estão para assumir”, testemunhou Heloísa.

E, por fim, Frei Pedro perguntou as crianças e adolescentes sobre suas disposições de dedicarem-se ao serviço do altar. “Queremos ingressar no grupo de Coroinhas e desempenhar com dedicação e amor o serviço do altar e demais atividades da paróquia”, responderam.

Em seguida, Frei Pedro abençoou as vestes próprias dos Coroinhas, sinal distintivo deste serviço. E os familiares e responsáveis os revestiram. Depois, receberam das mãos dos freis um Tau Franciscano, vindo da peregrinação de Frei Pedro a Assis.

Desde o ano passado, os novos coroinhas estão sendo preparados para exercerem o serviço do altar em suas comunidades e na Paróquia. Com formações mensais e algumas vezes quinzenais, com orientação de Frei Augusto e da Coordenação dos Coroinhas, eles trilharam um bonito caminho espiritual de preparação, que culminou com a instituição. Porém, a caminhada apenas começou.

Fonte: Franciscanos

- Continua depois da publicidade -

Inscrições abertas para curso de Libras – nível iniciante

São 245 vagas para curso de Libras, sendo 80% destinadas aos profissionais da Educação e 20% reservadas para a comunidade em geral

O Núcleo de Capacitação de Profissionais da Educação e Atendimento às Pessoas com Surdez (NAS/Goiânia) da Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc/GO) abriu o período de inscrição para o primeiro módulo do curso de Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Para se inscrever, o interessado deve acessar o site www.casgoiania.com.br, preencher a ficha de inscrição e anexar uma foto recente, além de documentos pessoais e comprovante de escolarização. As inscrições são gratuitas, exclusivamente on-line e podem ser feitas até o dia 29 de maio.

No ato da inscrição, será necessário indicar, ainda, o turno e a turma na qual deseja se matricular. São ofertadas duas turmas no turno matutino, duas no vespertino e três no turno noturno. Todas são presenciais.

O resultado da seleção será divulgado no dia 10 de junho, no site www.casgoiania.com.br. Após essa data, haverá a conferência da documentação exigida para a efetivação da matrícula.

Confira aqui o edital

Fonte: Agência Cora Coralina

- Continua depois da publicidade -

Conheça MC Baba, rapper surdo do Congo que viralizou com música na web

O rapper lançou um single no qual usa palavras não identificáveis e está fazendo sucesso nas redes sociais

Nesta semana, viralizou nas redes sociais um clipe musical feito por um rapper surdo. Na canção lançada, o artista utiliza as batidas tradicionais do rap e usa sua voz para cantar, com palavras não identificáveis. Estamos falando de MC Baba.

O artista nasceu no Congo e iniciou sua carreira em 2021, destacando-se nas batalhas de rima do país. O pontapé como rapper veio no duo La Baseron, com o artista Paterne Maestro. Em 2023, Baba anunciou o fim da parceria para focar na carreira solo.

Seu primeiro sucesso internacional é o hit Oko Lela Epa Ya Nani. A música se destacou pelo fato do rapper não cantar com palavras usuais, mas emitir sons para se comunicar. Apesar de ser surdo, MC Baba não é considerado mudo porque emite sons, apesar de serem de difícil compreensão.

Fonte: Metrópoles

- Continua depois da publicidade -

Estado lança serviço 24 horas de intérprete em Libras no formato on-line

Aplicativo melhora atendimento a pessoas surdas nos serviços públicos e em situações de emergência

Para facilitar e qualificar a comunicação entre a comunidade surda e os ouvintes, o governo do Estado lançou, por meio da Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH), o serviço RS em Libras, que disponibiliza a tradução em tempo real da língua portuguesa para a Língua Brasileira de Sinais (Libras) e vice-versa. A ferramenta funciona em uma plataforma digital com videochamadas, disponíveis gratuitamente 24 horas por dia, sete dias da semana.

O serviço, inédito no Estado, é um suporte tanto para os surdos que precisam se comunicar quanto para os ouvintes que desejam manter contato ou fornecer informações e orientações aos surdos.

No ambiente virtual do serviço, os intérpretes de Libras estão à disposição para intermediar atendimentos promovidos pelos órgãos do Poder Executivo estadual – tais como delegacias de polícia, hospitais, postos de saúde e, neste momento, abrigos que recebem famílias atingidas pelas enchentes.

O serviço é ofertado a partir da ICOM (plataforma de Atendimento em Língua de Sinais). Para acessá-lo, basta utilizar o aplicativo disponível para download no sistema Android ou iOS. Se a pessoa não tiver o aplicativo baixado no celular, a plataforma pode ser acessado nesta página.

Neste período de calamidade pública, o serviço pode ser utilizado para situações de emergência. A pessoa surda pode acessar a plataforma e solicitar o pedido de socorro, ou mesmo entrar em contato com um familiar ou amigo. Nesses casos, o intérprete telefona para o local desejado e traduz a conversa entre o surdo e o ouvinte. No próprio socorro, as autoridades também podem usar a plataforma para ter uma comunicação facilitada.

“Estávamos trabalhando para realizar o devido lançamento do serviço, mas, neste momento de calamidade, a rápida disponibilização é importante para que as pessoas surdas possam ser atendidas da melhor maneira possível”, explica o secretário de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Fabricio Peruchin. “Nosso principal objetivo é salvar vidas e tornar efetivo e rápido o acesso das autoridades às demandas de atendimentos.”

Segundo o diretor do Departamento de Diversidade e Inclusão da SJCDH, Moisés Bauer, essa foi a alternativa encontrada para proporcionar um atendimento acessível e eficiente. “É fundamental assegurar o direito à comunicação acessível para as pessoas surdas usuárias de Libras”, pontua o diretor.

O aplicativo foi configurado com geolocalização para todo o Rio Grande do Sul. Neste momento em que o Estado sofre os efeitos das enchentes, essa opção é considerada muito importante, pois as pessoas poderão utilizar o sinal aberto das operadoras de telefonia celular para garantir o sinal de internet.

Passo a passo para utilizar a plataforma: 

  • baixe o aplicativo ICOM (gratuito);
  • cadastre-se;
  • selecione a opção do Rio Grande do Sul;
  • escolha entre chamada de vídeo chamada.

Fonte: Governo de Rio Grande do Sul

- Continua depois da publicidade -

Documentário sobre a comunidade surda de Maringá está disponível no YouTube

Após sua estreia presencial no CineSesc no dia 3 de maio, o documentário “Uma história em muitas mãos” agora está disponível no YouTube, no canal do Maringá Histórica.

Com roteiro de Miguel Fernando e direção de Thayse Fernandes e Daniele Miki, a obra aborda eventos históricos relacionados à comunidade surda maringaense e suas principais instituições de apoio, como o Colégio Bilingue para Surdo (Anpacin) e a Associação dos Surdos de Maringá (Asumar). Produzido no estilo docudrama, o filme traz encenações que mostram o cotidiano dos surdos, além de entrevistas com quase 20 pessoas. Foram, precisamente, 10 entrevistados surdos e sete ouvintes.

A pesquisa de conteúdo e a seleção dos entrevistados foram conduzidas pelas professoras doutoras surdas Daniele Miki Fujikawa e Marília Ignatius. O objetivo é retratar como os surdos vem se organizando ao longo dos anos na cidade, abordando as dificuldades de comunicação em atividades básicas, como consultas médicas, graduação, inserção no mercado de trabalho, participação em reuniões de pais, entre outras. Mas o filme não deixa de abordar fatos positivos, como as conquistas com a implementação da educação bilingue, a obrigatoriedade de intérpretes nas instituições de ensino e o reconhecimento da Língua Brasileira de Sinais (a Libras) como segunda língua oficial do Brasil. A criação e evolução da Libras e a transição do modelo oralista para o bilingue na educação da população surda estão entre os temas abordados.

O material foi produzido pela Cosmos Filmes em parceria com o Arena das Artes. Segundo um dos idealizadores do projeto, o produtor executivo Alan Gaitarosso, um dos fatores que motivaram a produção do documentário foi a falta de registros sobre a produção e a história do surdo aqui em Maringá. “Sempre converso com amigos surdos para tentar entender um pouco o que já foi feito na cidade para eles e por eles. Sempre me contam boas histórias, mas percebi que isso não está registrado em lugar nenhum, além da memória dessas pessoas. Por isso pedi para a Dani, que é escritora e também muito preocupada com registros das produções artísticas dos surdos, para convidar essas pessoas para contar suas histórias e registramos. Espero que esse material sirva para que as novas gerações de surdos compreendam como as coisas foram construídas até chegarmos ao ponto em que estamos, mas que também sirva de referência para que o ouvinte entenda um pouco mais do dia-a-dia deles”, diz.

“A história do surdo é enorme, mas as pessoas em geral não conhecem, então esse filme é muito importante por que vai mostrar essas informações para a sociedade, não só de Maringá, mas de outras cidades do Brasil. Essas informações vão ajudar a diminuir os preconceitos, do entendimento de quem é o surdo, que o sujeito surdo tem a sua individualidade e não se pode generalizar”, explica a codiretora, Daniele Miki.

Fazer essa codireção com a Dani, num projeto tão bonito como esse, foi muito importante para a minha caminhada como diretora. Este projeto me permitiu mergulhar na comunidade surda de Maringá, revelando não apenas os desafios enfrentados por seus membros, mas também sua rica cultura e forte senso de comunidade. Espero que este filme amplie a visibilidade dessas pessoas tão importantes e inspire uma maior compreensão e respeito por parte de toda a sociedade”, comenta a diretora Thayse Fernandes.

Fonte: Instituto Cultural Ingá

- Continua depois da publicidade -

IFPE oferta 30 vagas em curso de Libras Básico no âmbito do Programa Mulheres Mil

Curso terá carga horária de 160 horas e alunas receberão ajuda de custo de até R$ 150 reais

Estarão abertas, de 18 a 26 de maio, as inscrições para o curso de Libras Básico – modalidade Formação Inicial e Continuada (FIC) – no âmbito do Programa Mulheres Mil, que tem como público-alvo mulheres do povo indígena Xukuru de Pesqueira. A oferta de vagas é regida pelo edital nº 13/2024.

O curso é ofertado pelo Campus Pesqueira do IFPE de forma totalmente gratuita, terá carga horária de 160 horas e as alunas farão jus ao recebimento de ajuda de custo para alimentação e transporte de até R$ 150 reais para quem participar de todas as aulas.

Os requisitos são ter idade igual ou superior a 16 anos, ser indígena do povo Xukuru e possuir o ensino fundamental completo ou capacidade de ler e produzir textos escritos simples e de realizar as quatro operações matemáticas básicas. Dúvidas poderão ser encaminhadas para o e-mail: mulheresmil@pesqueira.ifpe.edu.br.

>>> Acesse AQUI o edital nº 13/2024.

>>> Acesse AQUI os anexos do edital nº 13/2024.

Fonte: IFPE

- Continua depois da publicidade -

IFS abre Concurso Público para Professor de Libras

Ao todo é oferecida 1 oportunidade para candidato com ensino superior completo; confira como realizar a inscrição

Com o objetivo de realizar a contratação de novos Docentes, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe (IFS – SE), torna pública a abertura das inscrições para Concurso Público com 1 vaga.

De acordo com o edital, é ofertada uma oportunidade para Professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico nas áreas de: Libras.

Essa vaga é exclusiva para pessoas com deficiência.

Para concorrer a uma das oportunidades, é necessário possuir graduação em Licenciatura em Libras completa.

Aos profissionais efetivados, será ofertado um salário no valor de R$ 4.875,18 a R$ 10.481,64 referente à jornada de trabalho de 40 horas para dedicação exclusiva.

Para Participar

Os interessados devem se inscrever no período de 27 de maio de 2024 até às 17h do dia 17 de junho de 2024, exclusivamente via internet, mediante o pagamento de R$ 150,00 de taxa de participação.

Para os candidatos que se enquadram nos critérios do edital, a isenção da taxa deve ser solicitada entre os dias 27 e 29 de maio de 2024.

Como critérios de seleção, os candidatos inscritos serão avaliados em três etapas: prova objetiva, prevista para ser realizada no dia 21 de julho de 2024, prova de desempenho didático e análise de títulos.

As provas objetivas serão compostas por questões de legislação e conhecimentos específicos, detalhados no edital completo em nosso site.

Publicação do resultado final do concurso público será no dia 4 de outubro deste ano.

Vigência

O Certame terá validade de dois anos, contados a partir da data da publicação de sua homologação, podendo ser prorrogado por igual período, a critério do IFS.

Fonte: PCI Concursos

- Continua depois da publicidade -

UFPB abre Concurso Público com 1 vaga de professor de Libras

Seleção oferece 21 oportunidades para a função de Professor do Magistério Superior; confira os detalhes

Com o objetivo de realizar a contratação de Professores do Magistério Superior, a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), divulgou nesta terça-feira, 30 de abril de 2024, o período das inscrições para um novo Concurso Público, no Campus de João Pessoa.

No total, será preenchida 1 vaga na função de Docente de Libras, com denominações de Assistente “A” ou Adjunto “A”. Confira abaixo as oportunidades, de acordo com os respectivos Centros e Departamentos de Atuação:

  • Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes – Departamento de Línguas de Sinais: LIBRAS (1);

A vaga prioridade será para Pessoas Pretas ou Pardas (PPP).

Para se inscrever, é necessário possuir Graduação em Licenciatura em Letras/Libras com Doutorado em Letras, ou Linguística, ou Estudos da Tradução, ou Educação. Quando contratado, a remuneração ofertada ao docente varia de R$ 7.014,02 a R$ 11.139,64, referente à jornada de trabalho de regime de dedicação exclusiva (40h DE) para o exercício de suas funções. Além disso, os profissionais vão receber Auxílio alimentação no valor de R$ 658,00.

Os interessados devem se inscrever no período de 20 de maio de 2024 a 20 de junho de 2024, de forma presencial, na secretaria do departamento responsável pela área ou via serviço postal, mediante o pagamento de R$ 160,00 de taxa de participação.

Para os candidatos que se enquadram nos critérios do edital, a isenção da taxa pode ser solicitada nos dias 20 a 24 de maio de 2024.

Como critérios de seleção, os candidatos inscritos serão avaliados em três etapas, sendo a primeira delas: prova escrita, seguida pela Avaliação Didática, além da análise de títulos. Vale ressaltar que aos docentes na classe de Adjunto “A” será aplicado o exame de plano de trabalho.

Veja abaixo as datas previstas para aplicação das provas:

  • Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes – Departamento de Línguas de Sinais – LIBRAS: Prova escrita: 22 de julho de 2024; Prova didática: 25 de julho de 2024; Plano de trabalho: 30 de julho de 2024 e Exame de títulos: 1 de agosto de 2024

Este Concurso Público terá validade de um ano, contado a partir da data de publicação no Diário Oficial da União da homologação dos seus resultados finais, podendo ser prorrogado uma única vez por igual período, a critério da Administração Pública.

Mais detalhes você encontra no edital de abertura, que já está disponível em nosso site para consulta.

Fonte: PCI Concursos

- Continua depois da publicidade -

Curso de prática em Libras oferecido pela Prefeitura abre inscrições

O curso será ofertado através da Secretaria da Pessoa com Deficiência 

A Prefeitura de Búzios/RJ está oferecendo um curso de Prática em Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) para interessados acima de 12 anos. As inscrições podem ser realizadas através de mensagem direta pelo Instagram da Secretaria ou pelo WhatsApp, utilizando o número (22) 99954-6180 ou pelo perfil da secretaria no Instagram @secpessoacomdeficienciabuzios .

O processo de seleção dos inscritos será realizado por meio de sorteio, o qual será transmitido ao vivo pelo Instagram da Secretaria no dia 28 de maio. Ao final do curso, que terá duração de três meses, os participantes receberão um certificado de 20 horas.

As aulas terão início no dia 03 de junho e ocorrerão nas segundas e quartas-feiras, das 17h às 18h, no Centro de Búzios, próximo à praça Santos Dumont.

Não perca essa oportunidade de aprender LIBRAS e contribuir para a inclusão e acessibilidade na comunidade.

Fonte: Prefeitura de Búzios

- Continua depois da publicidade -

UFPI está com edital de seleção para o curso de Letras-LIBRAS

O Reitor da Universidade Federal do Piauí (UFPI), no uso de suas atribuições legais, tendo em vista o Decreto nº 5.626, de 22/12/2005, considerando o disposto na Lei nº 12.711, de 29/08/2012, alterada pelas leis n° 13.409, de 28/12/2016 e pela Lei nº 14.723, de 13/11/2023, que dispõe sobre a reserva de vagas para pessoas com deficiência nos cursos técnicos de nível médio e superior das instituições federais de ensino;

Decreto nº 7.824, de 11/10/2012; alterado pelo Decreto nº 11.781/2023, na Portaria Normativa MEC nº 18, de 11/10/2012, alterada pelas Portarias Normativas n° 9, de 05/05/2017 e 2.027, de 16/11/2023; na Portaria Normativa MEC nº 19, de 06/11/2014, e levando-se em conta o Processo nº 23111.014866/2023-58, torna público o presente Edital, contendo normas, rotinas e procedimentos para a realização do processo seletivo destinado ao provimento exclusivamente de 30 (trinta) vagas no curso de Licenciatura em Letras-Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), oferecido no Centro de Ciências Humanas e Letras (CCHL) da UFPI, em Teresina, para ingresso no 2º semestre letivo de 2024.

Clique aqui para realizar sua inscrição

Edital nº 07/2024

Fonte: UFPI

- Continua depois da publicidade -

Professora oferece curso de Libras online gratuito para profissionais de saúde

Objetivo é preparar os profissionais de saúde para conversar com pacientes surdos e tornar atendimento mais inclusivo

A professora e Interprete de Libras, Bianca Yonemotu, está oferecendo curso de Libras online e gratuito para profissionais de saúde. É fornecido certificado. O curso faz parte da pesquisa de doutorado de Bianca e portanto, cada inscrito além de realizar o curso é voluntário no estudo do doutorado.

O objetivo é preparar os profissionais de saúde para conversar com pacientes surdos e tornar o atendimento na saúde mais inclusivo. O estudo vai observar os efeitos do curso em suas atitudes sociais em relação a inclusão.

Para participar os interessados devem acessar o link e responder a alguns formulários antes e depois do curso para que a professora possa observar os efeitos do curso nas atitudes sociais em relação a inclusão.

Podem realizar o curso profissionais formados e atuantes  na área da saúde. Não é válido para estudantes da área da saúde. As inscrições podem ser feitas até dia 22 de maio. As aulas são gravadas. O participante  pode assistir e estudar no melhor dia e horário que lhe for conveniente. É possível concluir o curso entre 2 a 5 dias.

A professora Bianca Yonemotu é formada em Odontologia pela Universidade Santo Amaro (Unisa), especialista em Educação Especial pela Universidade do Sagrado Coração (USC) de Bauru, mestre em Ensino em Saúde pela Faculdade de Medicina de Marília (Famema), doutoranda em Educação pela Universidade Estadual Paulista (Unesp-Marília) e está se especializando em “Tradução e interpretação de Libras: Educação, arte e Cultura” no Instituto Singularidades em São Paulo. Foi dentista de 1996 até 2008, mas depois desse tempo se rendeu a Libras e resolveu mudar de profissão.

Começou  a aprender essa língua em 1994, quando eu ainda estava na faculdade e nunca mais parou de estudar. Tem Proficiência em tradução e interpretação assim como no uso e no ensino da Libras pelo PROLIBRAS (MEC).

Atualmente é  professora de Libras na Fajopa e ministra cursos de Libras em empresas também. Tem uma empresa que presta serviços de tradução e interpretação em Libras para câmaras municipais e em diversas empresas da região. Inscrições pelo site https://www.biancayonemotu.com.br/curso-libras-online-gratuito

Fonte: Jornal da Manhã Marília

- Continua depois da publicidade -

Unioeste tem vagas para Intérpretes de Libras

O governador Carlos Massa Ratinho Júnior assinou a autorização para a liberação de recursos públicos, para a conclusão de obra de construção de um novo bloco para o Centro de Ciências da Saúde da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), no Campus de Francisco Beltrão. No local, serão instaladas as estruturas clínicas e ambulatoriais para os cursos de Medicina e Nutrição. - Curitiba, 19/05/2021 - Foto: Divulgação UNIOESTE

Universidade Estadual do Oeste do Paraná – Unioeste divulga a realização de um novo Processo Seletivo, com o objetivo de formar cadastro reserva para profissionais de níveis médio e superior.

De acordo com o edital, as oportunidades são para os seguintes cargos e localidades:

  • Francisco Beltrão/PR: Intérprete da Língua Brasileira de Sinais-Libras;
  • Marechal Cândido Rondon/PR: Intérprete da Língua Brasileira de Sinais-Libras.

Para concorrer a uma das vagas é necessário que o candidato comprove Graduado em Letras Libras/Língua Portuguesa Bacharelado; ou Graduado em qualquer área, com certificado de proficiência emitido pelo Feneis, ou CAS ou Prolibras; ou Graduado em qualquer área e Especialista na área de Libras, ou Graduado em qualquer área e Especialista, com banca de proficiência em Libras comprovada mediante histórico escolar; As proficiências devem ser renovadas de acordo com a validade do certificado.

Ao serem admitidos, os profissionais deverão cumprir jornadas de 40 horas semanais e contarão com remuneração mensal de R$ 7.616,88.

Inscrição e seleção

Os interessados poderão se inscrever de 15 de maio de 2024 a 17 de junho de 2024, pelo site da Unioeste, com taxa de R$ 150,00. Vale pontuar que a solicitação de isenção do valor poderá ser feita entre os dias 15 e 23 de maio de 2024.

A seleção dos candidatos será feita por meio de prova objetiva prova prática, para o cargo de Intérprete da Língua Brasileira de Sinais-Libras; e avaliação de títulos.

Prova escrita objetiva será no dia 7 de julho (domingo) e a prova prática no dia 9 de julho (terça-feira). Resultado Final do Processo Seletivo será 26 de julho.

Vigência

O prazo de validade do Processo Seletivo é de um ano, prorrogável uma vez por igual período, contados da data da publicação da homologação dos resultados no Diário Oficial do Estado do Paraná.

Mais detalhes podem ser encontrados no edital completo, disponível em nosso site.

Fonte: PCI Concursos

- Continua depois da publicidade -

UFERSA abre 300 vagas Curso de Especialização EAD na Educação

Novo Curso de Especialização em Atendimento Educacional Especializado (AEE) na área da Educação da UFERSA: Uma Oportunidade Única para Educadores

A Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) acaba de anunciar uma excelente oportunidade para professores e profissionais da educação que desejam especializar-se em Atendimento Educacional Especializado – AEE. Com a oferta de 300 vagas totalmente gratuitas, este curso de especialização na modalidade EAD promete capacitar docentes para atuarem de maneira eficaz nas salas de AEE da rede pública de ensino.

O que é o Atendimento Educacional Especializado (AEE)?

O AEE é uma modalidade de ensino que busca atender às necessidades específicas de alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento, altas habilidades ou superdotação dentro do contexto escolar. Este serviço é complementar ou suplementar à formação do aluno e é realizado em salas de recursos multifuncionais ou centros especializados.

Detalhes do Curso

O curso oferecido pela UFERSA tem como principal objetivo a formação continuada de educadores, preparando-os para enfrentar os desafios e satisfazer as necessidades educacionais especiais de seus alunos. Com um currículo que inclui videoaulas, atividades online, fóruns, chats e outros recursos digitais, o programa é desenhado para ser flexível e acessível, permitindo que os professores possam estudar e aplicar seus conhecimentos no próprio ambiente de trabalho.

Prazos de inscrição da Especialização EAD em Educação:

As inscrições para o curso estão abertas até o dia 7 de junho de 2024 e podem ser realizadas através do formulário online disponível aqui. Os interessados devem escolher um dos dez polos de ensino espalhados pela região, cada um com 30 vagas disponíveis. A seleção será feita por meio de uma análise curricular, conforme critérios estabelecidos no edital do curso.

Vagas e polos:

  • Angicos
  • Caraúbas
  • Grossos
  • Luís Gomes
  • Martins
  • Marcelino Vieira
  • Parnamirim
  • Pau dos Ferros
  • São Gonçalo do Amarante
  • Serra de São Bento

Por Que Participar?

Participar deste curso não apenas ampliará suas competências como educador especializado mas também aumentará suas oportunidades de carreira dentro do sistema educacional público. Além disso, contribuirá significativamente para a inclusão e o sucesso educacional de alunos com necessidades especiais, uma área de crescente importância e reconhecimento na educação contemporânea.

Não perca a chance de fazer parte deste movimento transformador na educação especial. Inscreva-se agora e seja um agente de mudança na vida de muitos alunos que dependem de uma educação mais acessível e adaptada às suas necessidades.

Edital

Fonte: PEBSP
- Continua depois da publicidade -

Uern abre seleção para tutores de Licenciatura em Libras

A Diretoria de Educação a Distância, da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (DEaD/Uern) divulga o processo de seleção para tutores presenciais e formação de reserva para os cursos de Licenciatura em Letras Libras, ofertados na modalidade a distância.

As inscrições estarão abertas até as 23h59 do dia 10 de junho, não havendo cobranças de taxas. O candidato só poderá se candidatar em apenas um polo e um curso, conforme o Edital abaixo.

As inscrições para Tutor Presencial de Libras podem ser feitas através do Formulário de Inscrição, disponível AQUI, anexando a documentação exigida no Edital.

O resultado preliminar das inscrições será divulgado no dia 18 de junho. O candidato poderá realizar o pedido de recurso das inscrições não homologadas até o dia 19 de junho. O resultado final da seleção será divulgado no dia 11 de julho, com previsão para início do período de capacitação entre os meses de julho e agosto.

Confira as informações do Edital através deste link.

Fonte: UERN

- Continua depois da publicidade -

Ufes anuncia Processo Seletivo com 1 vaga de Professor de Libras

A remuneração pode alcançar até R$ 6.3 mil; confira mais informações

Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), publicou novo edital de Processo Seletivo com objetivo de preencher — vagas para o cargo de Professor Substituto. A escolaridade exigida é de nível superior.

Para mais informações acesse o documento e os editais completos disponíveis em nosso site.

O candidato precisa de Graduação em nível de licenciatura em qualquer área e certificado de Proficiência em Libras – PROLIBRAS ou curso de formação de Instrutor em Libras com carga horária mínima de 120h ou Curso de Libras com carga horária mínima de 120h e Pós-graduação Lato Sensu na área das Ciências Humanas ou na área de Linguística, Letras e Artes ou Pós-graduação Lato Sensu em Informática na Educação ou em Educação e Novas Tecnologias ou em Educação Tecnológica ou em Ciências e Tecnologias na Educação.

A remuneração dos cargos pode variar entre R$ 2.681,35 a R$ 6.356,02 e o profissional, depois de contratado, deverá cumprir de 40 horas semanais.

Para participar

A inscrição pode ser efetuada virtualmente, através do site da Ufes, ou presencialmente, nos seguintes endereços: Av. Marechal Campos, nº 1468, Maruípe, Vitória/ES, para o edital de nº 65, e Av. Fernando Ferrari, nº 514, Goiabeiras, Vitória/ES, CEP: 29.075-910, para os demais editais.

Este passo deverá ser efetuado entre os dias 13 a 17 de maio de 2024. Aos candidatos que forem realizar a inscrição de maneira presencial, é necessário levar os documentos: Formulário de inscrição devidamente preenchido, disponível no site da Progep; Cópia de documento oficial de identidade; Curriculum vitae devidamente comprovado.

As etapas de classificação e seleção serão realizadas por meio de prova objetiva, prevista para acontecer no dia 27 de maio de 2024.

Os processos seletivos terão validade por um ano, podendo ser prorrogado por igual período.

Fonte: PCI Concursos

- Continua depois da publicidade -

Inscrições de Vestibular Letras Libras 2024.1 têm até sexta-feira (17)

A Universidade Federal de Campina Grande – UFCG torna de conhecimento público a abertura do Processo Seletivo Vestibular Letras Libras 2024, para provimento de 30 (trinta) vagas

Serão ofertadas 30 vagas para entrada no período letivo 2024.1, sendo 22 para candidatos surdos e 8 para ouvintes, respeitada a reserva especificada na Lei de Cotas (Lei nº 12.711/2012, alterada pela Lei nº 14.723, de 13/11/2023), para cada uma das modalidades

As inscrições serão efetuadas exclusivamente pela internet no sítio da Comprov  https://comprov.ufcg.edu.br

A inscrição neste processo seletivo será gratuita e seguirá o disposto neste Edital.

Tem Resultado Final do Edital no dia 28 de maio e inicio das aulas será no dia 17 de junho de 2024.

Edital PRE Nº 14/2024 (Processo Seletivo Letras Libras 2024.1)  sinalizado em Libras por módulos

- Continua depois da publicidade -

Inscrições abertas para aulas sobre LSE em filmes

Oportunidade de qualificação profissional para para quem deseja trabalhar com Acessibilidade Comunicacional em projetos audiovisuais

No Sertão do Pajeú: o projeto Comunica abriu inscrições para o seu terceiro e último módulo, “LSE Para Filmes” até o dia 13/05, através do link https://forms.gle/xStao6HMSUwtd7LS6.

As aulas acontecem no formato híbrido, com encontros presenciais dias 17 e 18 de maio, em Afogados da Ingazeira (PE) e exercícios virtuais no período de 20 de maio a 14 de junho. Os encontros serão orientados pelos pesquisadores e professores Deise Medina e Marcelo Pedrosa.

As inscrições são gratuitas e podem participar pessoas maiores de 18 anos, residentes na região, com e sem deficiência e com disponibilidade para acompanhar as aulas presenciais. Para mais informações basta entrar em contato através do perfil no @comunica.pajeu no instagram.

“Com a leis de incentivo ao audiovisual, o número de produções tende a crescer e será necessário a qualificação profissional para garantir a acessibilidade dos filmes. Vemos no Comunica não só uma oportunidade para fortalecer a inclusão, mas também uma possibilidade de gerar renda para pessoas da região através da qualificação para um mercado que avança.” Explica Bruna Tavares, coordenadora pedagógica do projeto.

O projeto Comunica – Curso de Acessibilidade Comunicacional para Projetos Audiovisuais é uma produção da Pajeú Filmes, com incentivo do Funcultura, Fundarpe, Secretaria de Cultura e Governo de Pernambuco.

Sobre os formadores do Módulo III

Deise Medina – É doutora em Educação pela Universidade Federal da Bahia, Mestre em Letras e Linguística pela Universidade Federal da Bahia e Graduada em Letras com Língua Inglesa pelo Centro Universitário Jorge Amado (UNIJORGE).

É professora de Língua Inglesa do IFBA, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia. É líder do grupo de pesquisa em Estudos Linguísticos, Tradução e Acessibilidade, LINTRA, do IFBA. Foi vice-líder do grupo de pesquisa em Tradução, Mídia e Audiodescrição, TRAMAD, da UFBA.

É autora da MAIE, Metodologia para Audiodescrição de Imagens Estáticas. Suas áreas de interesse são Estudos da Tradução, Semiótica Social e Multimodalidade, Tradução Audiovisual e Acessibilidade.

Suas pesquisas se concentram nas áreas de audiodescrição de imagens estáticas e LSE (Legendas para Surdos e Ensurdecidos). Atua como audiodescritora e legendista desde 2008.

Marcelo Pedrosa – Surdo, bilíngue e usuário do implante coclear. Arquiteto e urbanista, com foco na adequação de acessibilidade ao meio físico.

Pós-graduado em Desenvolvimento Urbano (MDU) na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Analista em Desenvolvimento Urbano da Prefeitura da Cidade do Recife. Conselheiro do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência do Recife – COMUD/ Recife.

Consultor de legenda para surdos e ensurdecidos. Idealizador e ativista da Campanha “Legenda para quem não ouve, mas se emociona!”.

Fonte: Farol de Notícias

- Continua depois da publicidade -

TRE Amapá reforça acessibilidade com intérpretes de Libras na reta final do Cadastro Eleitoral

TRE Amapá reforça acessibilidade com intérpretes de Libras nesta reta final do Cadastro Eleitoral. Os intérpretes da Língua de Sinais estão de plantão nos cartórios eleitorais da capital, 2ª e 10ª ZE, para atender os eleitores surdos que buscam os serviços eleitorais.

O cartório da 2ª Zona Eleitoral, zona sul de Macapá, já recebeu diversos eleitores.

“A inclusão é essencial, especialmente para os surdos e outras pessoas com deficiência. Já tivemos vários eleitores surdos aqui no cartório, e, com a ajuda do intérprete, conseguimos aumentar a inclusão e superar as barreiras de comunicação que poderiam surgir. Esses eleitores com deficiência estão recebendo um ótimo atendimento nessa fase final do prazo”, afirma o intérprete que auxilia os atendimentos na 2ª Zona Eleitoral, Matheus Henrique Silva.

Os eleitores surdos podem solicitar o serviço nos cartórios.

Acessibilidade em ação

O sistema de triagem está fazendo toda a diferença, identificando e priorizando o atendimento aos eleitores dos grupos prioritários. Isso inclui pessoas com deficiência física ou mobilidade reduzida, pessoas idosas com idade igual ou superior a 60 anos, gestantes, lactantes e pessoas com crianças de colo, pessoas obesas e pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA).

O Clodoaldo Ferreira, cadeirante, buscou o cartório da 2ª Zona para fazer uma revisão eleitoral e, graças à acessibilidade proporcionada, foi atendido rapidamente e sem dificuldades.

“O atendimento foi rápido e sem barreiras, pois o prédio é adaptado”, disse o eleitor.

Fonte: TRE-AP

- Continua depois da publicidade -

Jovem surdo morre atropelado por trem enquanto caminhava em trilho

Acidente aconteceu em Ponta Grossa-PR. Maquinista disse à polícia que acionou os freios, mas vítima foi atingida e arrastada por cerca de 50 metros.

Um jovem de 20 anos, que tinha deficiência auditiva, morreu atropelado por um trem enquanto caminhava nos trilhos, segundo a Polícia Militar (PM-PR).

O acidente aconteceu na tarde de segunda-feira (6), próximo a um viaduto da linha férrea no acesso ao Jardim Costa Rica, no bairro Neves, em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná.

À RPC, o pai do jovem informou que ele estava voltando do trabalho de carona no carro de um colega.

Conforme o pai, o jovem desembarcou do veículo próximo ao pátio de manobras da concessionária ferroviária e decidiu ir para casa andando pelos trilhos.

De acordo com a polícia, o maquinista falou que avistou o jovem caminhando e que acionou os sinais sonoros e os freios do trem.

Ainda conforme a PM, o trem freou pelo menos 70 metros antes de atropelar o jovem, mas mesmo assim houve o impacto. A vítima foi arrastada por cerca de 50 metros.

Atendimento
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi até o local prestar atendimento médico, mas o jovem não resistiu aos ferimentos.

Em nota, a concessionária Rumo, que administra a ferrovia na região, informou que lamenta o caso e que o maquinista foi surpreendido com o pedestre, mas que realizou todos os procedimentos de segurança.

Por fim, reforçou que a população mantenha uma distância segura dos trens, parados ou em movimento.

Fonte: G1

- Continua depois da publicidade -

Inscrições abertas para curso on-line de Libras

Programa visa capacitar adultos a se comunicarem com a comunidade surda

O Governo de São Paulo, através da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SEDPcD), lança curso gratuito on-line de Língua Brasileira de Sinais (Libras) para adultos, com inscrições abertas na última sexta-feira, 3.

O programa, que já beneficiou mais de 23 mil pessoas em todo o estado, aborda desde fundamentos até expressões avançadas, visando capacitar não surdos a se comunicarem efetivamente com a comunidade surda.

O conteúdo programático, segundo divulgado pelo Portal do Governo, traz os seguintes temas:

  • O que é a Libras;
  • Identidade surda;
  • Cultura surda;
  • Comunicação: surdo x ouvinte;
  • Regionalismos na libras;
  • Sistema de notação da libras;
  • Alfabeto manual;
  • Sinais pessoais;
  • Cumprimentos/saudações;
  • Condições climáticas;
  • Advérbios de tempo e calendário;
  • Singular e plural;
  • Animais;
  • Expressões faciais;
  • Materiais escolares e de escritório;
  • Pronomes pessoais, possessivos, demonstrativos e interrogativos;
  • Números: cardinais e quantidades;
  • Dias da semana;
  • Família;
  • Sentimentos;
  • Horas/duração;
  • Ambientes da residência;
  • Localidades;
  • Direção/perspectiva;
  • Meios de transporte;
  • Profissões; Documentos;
  • Verbos;
  • Configurações de mão.

Com sete turmas e aulas ao vivo às segundas, quartas e sextas, o curso é aberto ao público a partir de 18 anos, com ou sem deficiência.

Cada turma tem duração de 40 horas, sendo 30 horas de aulas via Zoom e 10 horas de atividades complementares. Para obter o certificado, é necessário participar de pelo menos 75% das aulas ao vivo e atingir média final de 5,0 ou superior.

Fonte: Catraca Livre

- Continua depois da publicidade -

Conheça a Central de Atendimento em Libras do INSS

Saiba como obter atendimento e orientação na Língua Brasileira de Sinais

Atualmente, pessoas surdas de qualquer parte do país podem ser atendidas no INSS de forma remota ou presencial, dependendo da região,  pelos servidores que fazem parte da Central de Atendimento em Libras (CAL). Desde o projeto piloto da Central, iniciado em dezembro do ano passado, até a efetiva implantação, em abril deste ano, dezenas de segurados tiveram seus pedidos solucionados por esse meio.

Para falar sobre o assunto, o Programa de Educação Previdenciária (PEP) transmite, nesta segunda-feira, às 14h30, pelo canal oficial do INSS no YouTube, a live que marca mais uma fase da implantação da Central. A apresentação será feita por José Wilker, coordenador da CAL e chefe do Serviço de Gerenciamento de Benefícios da Gerência Executiva do Instituto em João Pessoa (PB), que vai detalhar as formas de atendimento aos cidadãos e falar sobre as próximas etapas da ampliação do projeto.

O encontro virtual será transmitido na Língua Brasileira de Sinais (Libras) e terá tradução simultânea para o português. As perguntas poderão ser encaminhadas pelo chat e serão respondidas ao vivo. Esta é a segunda live do INSS na Língua Brasileira de Sinais. A primeira foi sobre os direitos previdenciários para a comunidade surda, em setembro de 2023, e ainda está disponível no YouTube.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 5% da população brasileira é composta de pessoas que possuem alguma deficiência auditiva. Convertida em números, essa porcentagem indica que mais de 10 milhões de cidadãos apresentam a deficiência e 2,7 milhões têm surdez profunda. “Felizmente no INSS estamos conseguindo minimizar essa barreira e com resultados muito positivos, inclusive com a redução do tempo de atendimento”, comemora Wilker.

Fonte: INSS

- Continua depois da publicidade -

Prefeitura de Fortaleza realiza capacitação de profissionais da área da saúde em Libras

O início das atividades ocorre nesta segunda-feira (06/05), na sede da Secretaria Municipal de Saúde

A Prefeitura de