Juntos há 14 anos, Flávia e Everton dão assistência e formação a surdos. Inclusão deve ocorrer em todas as áreas, diz casal que vive em Piracicaba.

1-sam_8636_1Eles se encontraram pela primeira vez em uma roda de samba, ao acaso. Juntos há 14 anos, não faltam boas razões para que o casal Flávia Luciana da Silva Garcia, de 38 anos, e Everton Benedito Garcia, de 33 anos, permaneça unido. Dois anos depois do primeiro encontro, eles se tornaram colegas de trabalho. Flávia, na época, era fonoaudióloga voluntária em um projeto que atendia pessoas com deficiência em Piracicaba (SP). Mais tarde, Everton — que é surdo — também começou a apoiar a iniciativa como intérprete da Língua Brasileira de Sinais (Libras)….

Leia no fonte original: http://g1.globo.com/sp/piracicaba-regiao/noticia/2014/09/surdo-e-interprete-se-casam-e-lutam-para-inclusao-social-de-deficientes.html

Comentários no Facebook