Sua colega de elenco Marlee Matlin foi a primeira atriz surda a vencer a estatueta em 1987

O ator Troy Kotsur, o pai de “No Ritmo do Coração”, tornou-se a segunda pessoa surda a vencer o Oscar e o primeiro ator a vencer a premiação hollywoodiana da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

Kotsur concorreu na categoria de Melhor Ator Coadjuvante ao lado de Ciarán Hinds, por “Belfast”; Jesse Plemons e Kodi Smit-McPhee por “Ataque dos Cães”, e J.K. Simmons por “Apresentando os Ricardos”.

Marlee Matlin, uma de suas colegas de elenco em “No Ritmo do Coração”, foi a primeira pessoa surda a ser indicada e a ganhar um Oscar, em 1987, por “Filhos do Silêncio”, como Melhor Atriz.

“No Ritmo do Coração” traz Emilia Jones como Ruby, a única pessoa ouvinte de uma família de surdos que tem no canto a sua maior paixão. Ela vive um dilema entre ajudar a família em seu pequeno negócio de pesca ou seguir o seu sonho de ser cantora.

Fonte: CineBuzz

Comentários no Facebook